Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30965
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSalvador, Maria do Céu-
dc.contributor.authorPires, Cláudia Patrícia Nunes-
dc.date.accessioned2016-04-07T09:57:42Z-
dc.date.available2016-04-07T09:57:42Z-
dc.date.issued2015-07-23-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/30965-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Psicologia Clínica e Saúde (Intervenções Cognitivo-Comportamentais nas Perturbações Psicológicas e da Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.por
dc.description.abstractA ansiedade aos testes, altamente prevalente e interferente no desempenho de adolescentes em contexto escolar, não está contemplada como uma perturbação de ansiedade e não existem critérios específicos para a definir. Enquanto alguns autores a formulam como um subtipo específico de perturbação de ansiedade social (PAS), tendo por base o medo da avaliação negativa, outros consideraram-na uma fobia específica e, outros ainda, uma dimensão transdiagnóstica. Do nosso conhecimento, não existem ainda estudos no sentido de verificar se os fatores preconizados por qualquer modelo conceptual para a PAS estão ou não presentes na ansiedade aos testes e se contribuem ou não para a sua manutenção. Assim, o presente estudo pretendeu explorar se os fatores preconizados pelo modelo de Clark e Wells (1995) – processamento antecipatório, situacional e pós-situacional, atenção auto-focada, comportamentos de segurança e sintomas somáticos – estariam presentes em situações de teste. A amostra foi constituída por 338 adolescentes entre os 13 e os 18 anos (M = 16.23; DP = 1.38), que completaram voluntariamente um conjunto de questionários de autorresposta. Os resultados permitiram concluir que todas as variáveis preconizadas pelo modelo de Clark e Wells tiveram correlações positivas, significativas e de magnitude moderada a elevada com a ansiedade aos testes. Cada uma destas variáveis revelou, separadamente, ter um poder preditor significativo da ansiedade aos testes. Em conjunto, estas variáveis explicaram 73.7% da ansiedade aos testes. Sendo o único estudo do género, estes resultados poderão constituir um contributo importante para a discussão da classificação da ansiedade aos testes e apontam para a possibilidade de aplicação deste modelo na compreensão e intervenção nesta condição.por
dc.description.abstractTest anxiety, a highly prevalent and interfering condition in adolescents’ academic performance, is not classified as an anxiety disorder and there is no specific criteria to define it. Although some authors frame it as a specific subtype of social anxiety disorder (SAD), stating that its main feature is the fear of negative evaluation, some considered it a specific phobia, and others a transdiagnostic dimension. Nevertheless, from our knowledge, studies have not yet verified if, in fact, the factors included in any conceptual model of SAD also occur in test anxiety, and if they contribute or not to its maintenance. Therefore, the aim of the present study was to explore if the factors described in Clark and Wells model (1995) – anticipatory, situational and post-event processing, self-focused attention, safety behaviors and somatic symptoms – would also occur in test situations. The sample consisted of 338 adolescents aged between 13 and 18 (M = 16.23; SD = 1.38), who voluntarily completed several self-report questionnaires. Results led to conclude that all the variables defined by Clark and Wells model had positive, significant and moderate to high correlations with test anxiety. Each one of these variables showed, separately, having a significant predictive power over test anxiety. Taken together, these variables explained 73.7% of test anxiety. Being the only study on this subject, these results may play an important role in the discussion of test anxiety classification and point out to a possible application of this model in understanding and treating this condition.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectAnsiedade, adolescentepor
dc.subjectPerturbação e ansiedade socialpor
dc.titleAnsiedade aos testes: uma leitura à luz do modelo cognitivo de Clark e Wells para a perturbação de ansiedade socialpor
dc.typemasterThesispor
degois.publication.locationCoimbrapor
degois.publication.titleAnsiedade aos testes: uma leitura à luz do modelo cognitivo de Clark e Wells para a perturbação de ansiedade socialpor
dc.peerreviewedYespor
dc.identifier.tid201444950-
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
crisitem.advisor.researchunitCenter for Research in Neuropsychology and Cognitive Behavioral Intervention-
crisitem.advisor.orcid0000-0002-6846-8270-
crisitem.author.researchunitCenter for Research in Neuropsychology and Cognitive Behavioral Intervention-
crisitem.author.orcid0000-0002-1394-7389-
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação Cláudia Patricia Nunes Pires.pdf576.05 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 5

1,052
checked on Aug 5, 2020

Download(s) 50

500
checked on Aug 5, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.