Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/30851
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorBrito, Rui M. M.-
dc.contributor.advisorVictor, Bruno L.-
dc.contributor.authorFernandes, Pedro Miguel Pinto-
dc.date.accessioned2016-03-16T16:14:39Z-
dc.date.available2016-03-16T16:14:39Z-
dc.date.issued2016-02-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10316/30851-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Química apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.pt
dc.description.abstractO desenvolvimento de novas e melhores sondas moleculares para o diagnóstico precoce de doenças amilóides como Alzheimer, Parkinson e diabetes tipo II é essencial para o estabelecimento de estratégias terapêuticas adequadas. A β-2 microglobulina (β2m) é uma proteína associada ao complexo Major de Histocompatibilidade de classe I. Nos doentes que realizam tratamentos prolongados de hemodiálise, a β2m pode agregar e formar fibras amilóides que se depositam nos rins e nas articulações e podem causar uma doença conhecida como amiloidose relacionada com a diálise. Neste trabalho foram realizadas simulações de dinâmica molecular (DM) e cálculos de energia livre (CEL) para caracterizar a interação da β2m com a sonda fluorescente tioflavina-T (ThT). Foi utilizado como objeto de estudo a estrutura cristalográfica da β2m (PDB ID: 3MZT) que pode ser considerada um oligómero amilóide constituído por 3 homodímeros em forma de anel, onde duas conformações alternativas da ThT intercalam entre as folhas-β de cada dímero da proteína. Os resultados obtidos revelaram que os resíduos Q8 e Y10 da β2m parecem ser cruciais na interação com a ThT o que está de acordo com outros resultados presentes na literatura. Para melhor caracterizar as restrições topológicas impostas por estes resíduos, os mutantes Q8A, Y10A e Y10F foram construídos in silico e simulado mais uma vez através de DM. Os resultados revelam que o anel aromático do resíduo Y10 é crucial na interação da ThT com a β2m, uma vez que na mutação Y10A esta interação é largamente afetada. Para quantificar a contribuição destes resíduos na estabilidade do complexo β2m-ThT foram realizados vários cálculos de energia livre. Mais uma vez, os resultados revelam que o 1 Resumo resíduo Y10 aparenta ser o mais importante para a estabilização da ThT dado que a mutação Y10A se mostra altamente destabilizadora.pt
dc.language.isoporpt
dc.rightsopenAccesspt
dc.subjectQuímica Medicinalpt
dc.subjectQuímicapt
dc.subjectMedicinapt
dc.subjectAmilóidept
dc.subjectDinâmica molecularpt
dc.titleEm busca de determinantes estruturais no reconhecimento e ligação de amilóide: β-2 microglobulina como caso de estudopt
dc.typemasterThesispt
degois.publication.locationCoimbrapt
dc.peerreviewedYespor
dc.date.embargo2016-02-01*
dc.identifier.tid201534592pt
thesis.degree.grantor00500::Universidade de Coimbrapt
thesis.degree.nameMestrado em Químicapt
uc.rechabilitacaoestrangeiranopt
uc.date.periodoEmbargo0pt
uc.controloAutoridadeSim-
item.cerifentitytypePublications-
item.languageiso639-1pt-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
item.openairecristypehttp://purl.org/coar/resource_type/c_18cf-
item.openairetypemasterThesis-
crisitem.advisor.researchunitCQC - Coimbra Chemistry Centre-
crisitem.advisor.parentresearchunitFaculty of Sciences and Technology-
crisitem.advisor.orcid0000-0001-9128-2557-
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FCTUC Química - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Thesis_43.pdf13.55 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

454
checked on May 21, 2024

Download(s)

214
checked on May 21, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.