Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30840
Title: Os Infantes de Lagos : um estudo de crescimento numa amostra de não-adultos do Poço dos Negros (séculos XV-XVII)
Authors: Costa, Alexandra Filipa Duarte 
Orientador: Wasterlain, Sofia
Ferreira, Maria Teresa
Keywords: Lagos; Escravatura; Indicadores de stresse não-específicos; Crescimento
Issue Date: 2013
Keywords: Lagos; Escravatura; Indicadores de stresse não-específicos; Crescimento
Issue Date: 2013
Citation: COSTA, Alexandra Filipa Duarte - Os Infantes de Lagos : um estudo de crescimento numa amostra de não-adultos do Poço dos Negros (séculos XV-XVII). Coimbra : [s.n.], 2013
Abstract: O estudo da paleodemografia das populações pretéritas tem sido uma componente essencial dos estudos bioantropológicos, desde o nascimento da disciplina. O crescimento, em especial infantil, pode ser averiguado através dos remanescentes infantis que se encontram presentes em amostras de mortalidade. Esta averiguação possibilita-nos conhecer melhor estas populações uma vez que a mortalidade infantil é um bom indicador do estado de saúde e das condições ambientais em que viveram as populações humanas. Através dos remanescentes esqueléticos de 31 indivíduos não-adultos, de origem africana, e que aportaram na cidade algarvia de Lagos entre os séculos XV e XVII, como escravos, do sítio arqueológico do Parque de estacionamento do Anel Verde (PAVd’09), propusemo-nos estudar o crescimento destas crianças. Avaliou-se a idade à morte e o perfil de crescimento destas crianças e considerou-se a presença de indicadores de stresse não-específicos como marcadores de distúrbios fisiológicos por eles sofridos. Verificou-se que o padrão de crescimento é idêntico àquele obtido para coleções de referência portuguesas dos séculos XIX/XX – Coleção de Esqueletos Identificados da Universidade de Coimbra (CEIUC) e Coleção de Esqueletos Identificados do Museu Bocage de Lisboa (CEIMB) - e para a amostra coeva do Loteamento da Zona Poente de Serpa (LZPS). Porém, apurou-se que os indivíduos com mais de 15 anos eram aqueles que demonstravam um crescimento mais retardado e um grande desfasamento entre as idades dentária e esquelética. As curvas de crescimento transversais mostram constantes picos de desaceleração do crescimento. Acresce que os indicadores de stresse avaliados apresentam uma frequência muito elevada, e afetam todas as classes etárias consideradas. Pressupondo que esta amostra tinha um estatuto social marginalizado, agravado por uma dieta muito pobre que amplifica potencialmente a exposição dos indivíduos à doença, pensa-se que os fatores ambientais externos tiveram um grande impacto na fisiologia destas crianças, que se manifestou no seu crescimento. As cicatrizes deixadas por episódios mais stressantes na curta vida destas crianças apoiam a hipótese de que os fatores ambientais têm um papel dinâmico e muito significativo na qualidade de vida de uma população.
The study of past populations’ paleodemography has been an essential component of the bioanthropological studies since the birth of the subject. Growth, mainly children’s, can be ascertained through the children’s remains that are present in death samples. This research allows us a better understanding of these populations since child’s mortality is a good indicator of the health state and environment conditions in which human populations have lived. Through the skeletal remains of 31 non-adult individuals of African origin and who docked in the Algarve city of Lagos between the 15th and 17th centuries as slaves, belonging to the funeral complex of the Anel Verde Parking lot (PAVd’09), we propose to study the growth of these children. Age-at-death and the growth profile of these children were estimated and evaluated. We also took into consideration the presence of non-specific stress indicators as markers of physiological disturbances suffered by them. It was verified that the growth pattern is identical to that of Portuguese 19th/20th centuries reference collections – Coleção de Esqueletos Identificados da Universidade de Coimbra (CEIUC) and Coleção de Esqueletos Identificados do Museu Bocage de Lisboa (CEIMB) - and for the medieval sample of the Loteamento da Zona Poente de Serpa (LZPS). However, we ascertained that individuals over 15 years of age are those who show a greater stunted growth and a bigger disparity between dental and skeletal age. The transversal growth curves show constant decelerating peaks of growth. Furthermore, the evaluated stress indicators were present with a very high frequency, and affect all age classes considered. Assuming that this sample had a marginalized social status, aggravated by a very poor diet that potentially amplified the individuals’ exposure to disease, we think that the external environmental factors held a great impact on their physiology, affecting their growth. The scars left by the most stressful episodes on the short life of these children support the hypothesis that environmental factors have a dynamic and largely significant role on the quality of life of a given population.
Description: Dissertação de Mestrado em Evolução e Biologia Humanas, apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30840
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CIAS - Dissertações de Mestrado
FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Os Infantes de Lagos_TESE2013.pdf3.54 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

69
checked on Aug 21, 2019

Download(s) 20

489
checked on Aug 21, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.