Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30794
Title: Treatment options for amblyopia : systematic review of visual acuity improvements
Authors: Van Der Elzen, Catarina Moreira 
Orientador: Castelo-Branco, Miguel
Patrício, Miguel
Keywords: Oclusão; Ambliopia; Atropina; Acuidade visual
Issue Date: 2015
Abstract: The aim of the current systematic review is to establish a comparison between the two most widely used treatments for children with amblyopia. Occlusion and atropine are compared in terms of visual acuity (VA) improvement. Methods: The review was performed following the guidelines proposed in the PRISMA statement. Relevant studies assessing occlusion or atropine reporting acuity improvement measures were sought on PubMed and subsequently analysed and compared in terms of the age of participants, treatment duration, VA baseline measures and improvement. The VA measures reported in studies were converted to the Logarithm of the Minimum Angle of Resolution chart (LogMAR). Results: A statistically significant difference between the VA improvements associated to the two treatments was obtained, favouring occlusion. However, in terms of measures of dispersion, both the best and worst results were reported by articles performing this technique, with the range of improvement of atropine studies being narrower, possibly due, at least in part, to the fact that compliance issues were less present in this intervention type. Conclusion: On average, occlusion improved VA more than atropine, but with greater variability of results. Longer periods of treatment were more effective when analyzing subjects who underwent occlusion. Treating patients as early as possible leads to better results, though improvements were also reported for older patients. Future studies should include prolonged treatment in older individuals to correct sources of bias
Esta revisão sistemática tem por objectivo estabelecer uma comparação entre os dois principais tratamentos usados actualmente em crianças amblíopes. Oclusão e atropina são comparados em termos de melhoria da acuidade visual (AV). Métodos: A revisão foi realizada aderindo às orientações propostas no PRISMA statement. Artigos relativos a tratamentos de oclusão e atropina que apresentam medidas de melhoria de acuidade visual, foram procurados na PubMed e, posteriormente, analisados e comparados em termos de idade dos participantes, duração do tratamento, as medidas iniciais de AV e de melhorias. As medidas de AV relatadas nos estudos foram convertidas para a escala do logaritmo do ângulo mínimo de resolução (LogMAR). Resultados: Quando associados a melhorias de AV, foi obtida uma diferença estatisticamente significativa entre os dois tratamentos, favorecendo o tratamento por oclusão. No entanto, em termos de medidas de dispersão, tanto os melhores como os piores resultados foram também relatados por artigos que executaram esta técnica, tendo a atropina, por sua vez, apresentado um intervalo de valores de melhoria mais estreito para o qual eventualmente terá contribuído o facto de problemas de adesão não terem estado tão presentes neste tipo de intervenção. Conclusão: Em média, a oclusão melhorou mais a acuidade visual do que a atropina, mas com uma maior variabilidade dos resultados. Períodos mais longos de tratamento demonstraram-se mais eficazes em doentes tratados com oclusão. Igualmente, verificamos que tratar pacientes o mais cedo possível leva a melhores resultados. Porém, verificou-se que crianças com mais idade também registaram melhorias. Estudos futuros deverão incluir tratamento prolongado em indivíduos mais velhos de forma a corrigir fontes de viés.
Description: Trabalho final de mestrado integrado em Medicina (Neuro-Oftalmologia), apresentado á Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/30794
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

287
checked on Jan 19, 2021

Download(s) 50

254
checked on Jan 19, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.