Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/30254
Title: Novas metodologias em química sustentável
Authors: Chaves, Cristina Manuel Monteiro 
Orientador: Gómez, Marta Piñeiro
Keywords: Desenvolvimento sustentável; Química verde; Chalconas
Issue Date: Sep-2015
Citation: Chaves, Cristina Manuel Monteiro / Novas metodologias em química sustentável
Abstract: O conceito de desenvolvimento sustentável, introduzido no final da década de 80, inclui a capacidade de reduzir as consequências das substâncias que produzimos e usamos. Assim, a química é essencial para garantir que a próxima geração de produtos, materiais e energia é mais sustentável do que a atual. Surge assim a “Química Verde” (QV) de um modo simples, a química verde é o uso das técnicas e metodologias da química que reduzem ou eliminam o uso ou a geração de materiais de partida, produtos, produtos secundários, solventes, reagentes, entre outros, que são perigosos para a saúde humana e para o ambiente. Neste trabalho, procura-se desenvolver metodologias de síntese de chalconas, di-hidropirimidino-2(1H)-tionas e complexos de cobre de di-hidropirimidino-2(1H)-tionas mais sustentáveis. De entre os diferentes aspetos envolvidos numa reação ou processo químico que podem ser modificados de modo a aumentar a sustentabilidade do processo, neste trabalho centramo-nos na diminuição ou eliminação do solvente da reação. A realização de reações sem solventes é um aspeto importante da sustentabilidade e, como tal, foi identificado como o quinto princípio da química verde. Conduziu também ao desenvolvimento de novas tecnologias alternativas ao aquecimento convencional para promover a reação, tal como a utilização de micro-ondas ou os sistemas de ação mecânica. Estas novas tecnologias são utilizadas para a síntese de chalconas, di-hidropirimidino-2(1H)-tionas e complexos de cobre de di-hidropirimidino-2(1H)-tionas. No caso das chalconas, a utilização de sistemas de ação mecânica automática permitiu a obtenção destes compostos com rendimentos ligeiramente superiores aos obtidos utilizando a metodologia convencional, mas com um aumento significativo da sustentabilidade do processo, o que é bem visível pelo aumento do valor da EcoScale de 53 para 70. As di-hidropirimidino-2(1H)-tionas foram sintetizadas utilizando duas estratégias: reação multicomponente a partir do aldeído, acetofenona e tioureia, ou reação em dois passos, sintetizando primeiro a chalcona correspondente e procedendo, no segundo passo, à ciclização. RESUMO xxii Nos dois casos, a utilização de ação mecânica automática permitiu a obtenção de rendimentos de reação mais elevados, sendo o processo mais sustentável a reação em dois passos com ação mecânica, refletindo um valor de EcoScale de 72. Os complexos de cobre das di-hidropirimidino-2(1H)-tionas foram sintetizados sob irradiação de micro-ondas. Em comparação com a metodologia convencional, a utilização de micro-ondas permitiu diminuir a quantidade de solvente utilizado, diminuir o tempo de reação de 24 horas para 5 minutos e, por otimização do processo utilizando um planeamento fatorial 22, aumentar o rendimento da reação de 30 para 60%.
URI: http://hdl.handle.net/10316/30254
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Química - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
DM Cristina Chaves.pdf3.8 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

293
checked on Sep 21, 2021

Download(s) 50

488
checked on Sep 21, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.