Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/29786
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPereira, Ana Leonor-
dc.contributor.advisorPita, João Rui-
dc.contributor.authorFernandes, Luiza-
dc.date.accessioned2015-10-22T12:44:49Z-
dc.date.available2015-10-22T12:44:49Z-
dc.date.issued2015-10-22-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/29786-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Alimentação – Fontes, Cultura e Sociedade, orientada pela Doutora Ana Leonor Dias Conceição Pereira e coorientada pelo Doutor João Rui Couto Rocha Pita, apresentada a Faculdade de Letras da Universidade de Coimbrapor
dc.description.abstractEste trabalho pretende dar a conhecer a alimentação macrobiótica e partilhar a estreita ligação que une esta dieta à espiritualidade. Nesta dissertação pode ser encontrada uma contextualização dos estudos relevados acerca da temática da macrobiótica, como também uma contextualização geral, referindo a importância do papel da alimentação, mais concretamente da macrobiótica, na sociedade contemporânea e todas as mudanças pela qual a humanidade está a passar, abordando deste modo o conceito de “Nova Era”. Vão sendo abordado ao longo desta dissertação vários temas relacionados com a macrobiótica tais como a sua história: desde a sua origem etimológica na Grécia Antiga, passando pela construção do seu conceito na Alemanha do século XVIII; o seu nascimento enquanto alimentação e estilo de vida no Japão, pelas mãos de Georges Ohsawa e a sua divulgação no ocidente através de Michio Kushi; até à sua introdução em Portugal nos anos 1970 e à sua situação atual no nosso país. Este trabalho tem não só como objetivo diferenciar a macrobiótica do vegetarianismo, como também de analisar os pontos em comum de ambas as dietas. Um ponto de situação sobre o estado da macrobiótica em Portugal é então elaborado, questionando esta dieta como uma moda ou uma adesão, com a finalidade de conseguir perceber quais são as suas perspetivas no nosso pais. Para além da sua história, são também estudados os princípios da macrobiótica, abordando sobretudo os conceitos de Yin e de Yang, assim como o papel dessas duas energias na alimentação. Outro objetivo guia esta dissertação, pois nela pode ser encontrada a vontade de desmitificar as dietas sem carne, abordando vários assuntos como os alimentos que se destacam na macrobiótica: o arroz e o seu papel protagonista, as polémicas associadas ao leite e às carnes. A temática da carne é uma temática bastante salientada ao longo deste trabalho, onde o objetivo se fixou em apontar todas as desvantagens da carne, para tentar perceber as razões pelas quais cada vez mais pessoas optam por não comer este alimento tão controverso nestes últimos anos. Todo um capítulo é dedicado ao processo de adaptação à dieta macrobiótica, desde as motivações e incentivos, passando pelas precauções e preocupações, até às diversas adaptações desta alimentação, como a adaptação a um novo estado físico, mental e espiritual, como igualmente a adaptação da macrobiótica ao mundo, projetando assim a nova adaptação do Homem à humanidade nesta “Nova Era”. Por fim, poderá ser observada uma ligação entre macrobiótica e reiki, onde em primeiro lugar será detalhada esta prática terapêutica, desde a sua história, aos seus princípios, abordando até a introdução em Portugal desta prática igualmente originária do Japão. Esta dissertação é concluida com algumas conclusões que puderam ser tiradas ao longo dela.por
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectalimentação macrobióticapor
dc.subjectespiritualidadepor
dc.titleA macrobiótica e a sua dimensão espiritualpor
dc.typemasterThesispor
degois.publication.locationCoimbrapor
dc.peerreviewedYespor
dc.identifier.tid201520109-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:FLUC Secção de História - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Macrobiótica_Espiritual_Luiza_Fernandes_MAFCS_2015.pdf6.57 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 10

631
checked on Jun 25, 2019

Download(s) 5

5,388
checked on Jun 25, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.