Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/29015
Title: Vergonha e agressão por pares em adolescentes com problemas de comportamento: o efeito mediador do coping com a vergonha
Authors: Roxo, Ana Paula dos Santos 
Orientador: Rijo, Daniel Maria Bugalho
Vagos, Paula
Keywords: Vergonha; Coping com a vergonha; Agressão por pares; Perturbações disruptivas
Issue Date: 25-Feb-2015
Serial title, monograph or event: Vergonha e agressão por pares em adolescentes com problemas de comportamento: o efeito mediador do coping com a vergonha
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A vergonha tem vindo a ser amplamente estudada e apontada como preditora de vários quadros psicopatológicos. Neste sentido, a investigação tem explorado a relação entre a experiência de vergonha e o comportamento agressivo. No entanto, a sua função no âmbito da agressão entre pares (aberta, relacional e reputacional) com perturbações disruptivas, ainda se encontra por clarificar. Estudos recentes têm vindo a atribuir um papel fundamental, não apenas à vergonha, mas também às estratégias usadas para lidar com ela. Este estudo tem como principal objetivo explorar o efeito mediador das estratégias de coping com a vergonha na relação entre a vergonha e a agressão por pares, em 133 adolescentes diagnosticados com Perturbações Disruptivas do Comportamento. Diferenças entre géneros foram também testadas. Os principais resultados indicam que as estratégias de coping se apresentam como mediadoras na relação entre a vergonha e a agressão. A estratégia de Ataque ao Outro prediz positivamente todas as dimensões da agressão, enquanto a estratégia de Evitamento prediz negativamente a agressão aberta e positivamente a agressão relacional. O diagnóstico de Perturbação Disruptiva do Comportamento parece assumir um papel importante na escolha da estratégia para lidar com a vergonha. Estes resultados sugerem que sujeitos com comportamentos agressivos utilizam preferencialmente estratégias externalizantes, como o Ataque ao Outro e o Evitamento, a fim de lidarem com os seus sentimentos de vergonha.
Shame has been widely studied and therefore identified as a predictor of various psychopathological conditions. In this sense, research has explored the relationship between shame experience and aggressive behavior. However, its function in the context of peer aggression (open, relational and reputational) with disruptive nuisances is still unclear. Recent studies have come to assign a key role, not only to shame, but also the strategies used to cope with it. This study aims to explore the mediating effect of coping strategies with shame, in the relationship between shame and aggression by peers, in 133 adolescents diagnosed with Disruptive Disorders. Gender differences were also tested. The main results suggest that coping strategies present themselves as mediators in the relationship between shame and aggression. Attack Other strategy predicts positively all dimensions of aggression, while Avoidance strategy predicts negatively the Open Aggression and was associated to Relational Aggression in a positive way. The diagnosis of Disruptive Disorder appears to play an important role in the choice of strategy for dealing with shame. These results suggest that subjects with aggressive behavior prefer to use externalizing strategies such as the Attack Other and Avoidance in order to cope with their feelings of shame.
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia Clinica (Intervenções Cognitivo-Comportamentais nas Perturbações Psicológicas e Saúde), apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/29015
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE MIP Ana Roxo 2015.pdf851.03 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

536
checked on Nov 6, 2019

Download(s) 50

182
checked on Nov 6, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.