Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/27223
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPortugal, António-
dc.contributor.advisorRodríguez-Echeverría, Susana-
dc.contributor.authorAfonso, Catarina-
dc.date.accessioned2014-10-10T11:14:54Z-
dc.date.available2014-10-10T11:14:54Z-
dc.date.issued2012-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/27223-
dc.descriptionDissertação de mestrado em Ecologia (Ecologia Aplicada), apresentada ao Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra.por
dc.description.abstractTwo Australian acacias considered invasive in Portugal, Acacia dealbata and Acacia melanoxylon, were examined for plant-soil feedbacks in parallel greenhouse experiments. Feedback was evaluated by examining biomass variation in plants grown in unsterilized and sterilized soils from different areas. Soils were collected from areas of native vegetation, areas invaded by A.dealbata and areas disturbed by wildfire. To explore the causes of feedback, several soil-related factors were measured: pH, nutrients, arbuscular mycorrhizal root colonization and nodulation by rhizobes. Results indicate the occurrence of biotic resistance of some native communities and facilitation of acacia invasion by disturbance by wildfire. Invasion and disturbance also enhanced acacia nodulation and mycorrhization. The most important predictors of plant growth were high soil ammonium content, and low organic matter content. Mycorrhization and nodulation were important for A.dealbata and A. melanoxylon, respectively. The importance of belowground mutualists on acacia growth was confirmed by lower plant growth in sterilized soils.por
dc.description.abstractAs relações de feedback planta-solo de duas espécies de acacias Australianas consideradas invasoras em Portugal, Acacia dealbata e Acacia melanoxylon, foram estudadas em experiências paralelas. O feedback foi examinado através da variação de biomassa em plantas crescidas em solos não esterilizados e esterilizados provenientes de diferentes áreas. Os solos foram colhidos em áreas de vegetação nativa, áreas invadidas por A. dealbata e áreas perturbadas por incêndios. De modo a explorar as causas de feedback, foram medidos vários factores relacionados com o solo: pH, nutrientes, colonização de raízes por fungos micorrízicos arbusculares e nodulação por rizóbios. Os resultados indicam a existência de fenómenos de resistência biótica por parte de algumas comunidades nativas e de facilitação da invasão por acácias através de perturbação pelo fogo. Ainda, os fenómenos de invasão e perturbação aumentaram a nodulação e a micorrização. Teores do solo elevados em amónio e reduzidos em matéria orgânica foram encontrados como sendo os factores mais importantes para o crescimento das plantas. A micorrização e a nodulação foram também relevantes para A. dealbata e A. melanoxylon, respectivamente. A importância dos mutualistas do solo para o crescimento das acácias foi confirmada pelo menor crescimento das plantas nos solos esterilizados.por
dc.language.isoengpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectEcologia das invasões biológicaspor
dc.subjectAcaciapor
dc.subjectSolopor
dc.subjectfeedbackpor
dc.subjectmutualistaspor
dc.titlePlant-soil feedback and invasion by Australian acaciaspor
dc.typemasterThesispor
degois.publication.locationCoimbrapor
dc.peerreviewedYespor
item.fulltextCom Texto completo-
item.languageiso639-1en-
item.grantfulltextopen-
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Catarina_Afonso.pdf8.72 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

435
checked on Jul 2, 2020

Download(s) 50

286
checked on Jul 2, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.