Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/26273
Title: Osteonecrose assética da cabeça do fémur
Authors: Sousa, Ana Boyé de 
Orientador: Judas, Fernando
Dias, Rui
Keywords: Necrose da cabeça do fémur; Osteonecrose; Artroplastia; Osteotomia
Issue Date: Feb-2014
Abstract: Introdução: A osteonecrose assética da cabeça do fémur é uma entidade nosológica de etiologia multifatorial, cuja fisiopatologia ainda não é totalmente conhecida. O tratamento da osteonecrose representa uma percentagem significativa de artroplastias da anca, nomeadamente em pacientes jovens (menos de 55 anos), tendo um grande impacto socio-económico. Objetivos: Este artigo de revisão pretende analisar os tratamentos cirúrgicos utilizados atualmente na osteonecrose assética da cabeça do fémur, apresentando uma proposta de tratamento de acordo com o estadio. Material e Métodos: O tema foi revisto utilizando as interfaces de pesquisa Biblioteca de conhecimento Online – Elsevier e PubMed da Medline, através das seguintes palavras chave de pesquisa: “osteonecrosis femoral head”, “surgical treatment osteonecrosis femoral head”, “core decompression femoral head osteonecrosis”, “arthroplasty femoral head osteonecrosis”. Os resultados da pesquisa foram restringidos a artigos na lingua inglesa e francesa, publicados desde o ano 2002 até à atualidade. Os artigos foram selecionados pela relevância do seu conteúdo. Artigos incluindo estudos animais foram excluídos, assim como artigos antigos que apresentassem equivalentes mais recentes. Resultados: Apesar de vários estudos demonstrarem bons resultados com as várias técnicas utilizadas, nenhum protocolo é consensual. Os tratamentos revistos foram a furagem descompressão, enxertos ósseos e osteotomias de reorientação femoral, assim como resurfacing, artroplastias parcial e total da anca. O estadiamento da patologia, associado à idade do paciente, bem como o seu estado geral e nível de atividade física irão influenciar a escolha do cirurgião pelas várias opções a praticar. Os procedimentos conservadores da cabeça femoral são bem aceites em pacientes jovens com lesões pré colapso. Enquanto que nos estadios pós colapso, sobretudo em pacientes com mais de 55 anos também é aceite a artroplastia total da anca. Conclusão: Dado a fisiopatologia desta patologia ainda não ser totalmente conhecida, prespectiva-se que estudos neesa área possam descobrir novos procedimentos eficazes no seu tratamento. A engenharia de tecidos também poderá vir a ter um papel importante no tratamento desta patologia, pelo que os estudos nesta área devem continuar a ser estimulados.
URI: https://hdl.handle.net/10316/26273
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Show full item record

Page view(s) 20

721
checked on Apr 9, 2024

Download(s) 5

6,092
checked on Apr 9, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.