Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/25990
Title: Investimento materno de mães angolanas em bebés em risco
Authors: Candeiro, Wilma Leocádia Patrício 
Orientador: Santos, Maria João Seabra
Keywords: Investimento parental; Morbilidade infantil
Issue Date: 2012
Serial title, monograph or event: Investimento materno de mães angolanas em bebés em risco
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: A mortalidade e morbilidade infantil é uma realidade prevalente em Angola, principalmente nas unidades de cuidados de saúde materno-infantil. Os nascimentos de risco são frequentes e o modo como as mães lidam com esta situação constitui um ponto de análise relevante no contexto angolano. O presente estudo tem por objetivo principal avaliar o investimento materno nos bebés nascidos em situação de risco, assim como estudar a aplicabilidade da Escala de Investimento Parental na Criança. A amostra é constituída por 80 mães recentes, sendo metade mães de bebés prematuros ou doentes, internados na UCIN, e a outra metade, mães de bebés saudáveis. Os dados foram recolhidos no Hospital Irene Neto do Lubango. Foram usados como instrumentos de avaliação um Questionário sociodemográfico, um Questionário geral sobre a Gravidez e Nascimento, um Questionário sobre os Aspetos ligados à Situação de Risco do bebé e a Escala de Investimento Parental na Criança (EIPC; Bradley & cols., 1997; versão portuguesa de Gameiro, Martinho, Canavarro & Moura-Ramos, 2008). Os resultados relativos à consistência interna da EIPC evidenciam valores inferiores, em comparação com o estudo português. Não se encontram diferenças estatisticamente significativas entre as duas subamostras quanto ao investimento materno no bebé. Os resultados são discutidos pondo em evidência algumas especificidades culturais da amostra estudada.
Mortality and morbidity in children is a prevalent reality in Angola, especially in intensive care units of maternal and child health. The risk births are common and the way mothers deal with this situation constitutes a relevant point of analysis in the Angolan context. The present study aims at assessing the maternal investment in babies born at risk, and to study the applicability of the Parental Investment in the Child Scale. The sample consists of 80 recent mothers; half are mothers of premature or sick babies, hospitalized in the NICU, and the other half are mothers of healthy babies. Data were collected in Irene Neto Hospital of Lubango. The instruments used were a socio-demographic questionnaire, a General questionnaire on Pregnancy and Childbirth, a questionnaire on Aspects related to Risk of Baby and the Parental Investment in the Children Scale (Bradley et al., 1997; Portuguese version of Gameiro, Martinho, Canavarro & Moura-Ramos, 2008). The results for internal consistency of the EIPC show lower values compared to the Portuguese study. There are no statistically significant differences between the two subsamples on the maternal investment in the baby. The results are discussed highlighting some cultural specificities of the studied sample.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica (Sistémica, Saúde e Família) apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25990
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Wilma Candeiro.pdf1.37 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

108
checked on Nov 13, 2019

Download(s)

15
checked on Nov 13, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.