Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/25459
Title: O paradigma do processamento de sobrevivência no âmbito do paradigma da diversão: um estudo com adultos saudáveis
Authors: Cardoso, Marlene Almeida 
Orientador: Pinho, Maria Salomé
Keywords: Memória; Processamento de sobrevivência
Issue Date: 19-Oct-2013
Serial title, monograph or event: O paradigma do processamento de sobrevivência no âmbito do paradigma da diversão: um estudo com adultos saudáveis
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O paradigma do processamento de sobrevivência de Nairne, Thompson e Pandeirada (2007), que consiste na apresentação de duas listas de palavras que são estudadas com referência a um cenário de sobrevivência e a um outro cenário de controlo, conta já com inúmeras investigações que creditam a robustez do seu efeito, i.e., a obtenção de níveis elevados de evocação comparativamente com outros tipos de processamento de informação profundos. O nosso sistema mnésico não compreende apenas a retenção de informação; ele permite-nos também que esqueçamos. O paradigma da diversão (Delaney, Sahakyan, Kelley, & Zimmerman, 2010) refere-se a uma tarefa laboratorial em que a aprendizagem de duas listas de palavras é intercalada por uma de duas tarefas: indução de pensamento diversivo ou uma atividade que não envolva este tipo de pensamento. O resultado observado consiste num menor desempenho na evocação das palavras da lista 1 na condição pensamento diversivo, comparativamente com o desempenho mnésico observado na condição controlo. No presente estudo analisou-se se um pensamento diversivo (a recordação da casa de infância) afetaria a recuperação mnésica numa amostra de adultos idosos, quando estes foram instruídos para recorrer a modos de processamento da informação considerados muito poderosos: processamento de sobrevivência e processamento de agradabilidade. A amostra foi constituída por 64 adultos idosos saudáveis, não institucionalizados, com idades compreendidas entre os 65 e os 74 anos, distribuídos equitativamente por dois grupos: grupo experimental / condição de pensamento diversivo (N = 32) e grupo de controlo (N = 32). Além dos paradigmas da diversão e do processamento de sobrevivência, foram ainda administradas as seguintes provas de avaliação neuropsicológica, com o objetivo de excluir participantes com alterações não normativas: Avaliação Cognitiva de Addenbrooke – versão revista, Trail Making Test A e B, Código (WAIS – III), Vocabulário (WAIS – III) e Escala de Depressão Geriátrica. Adicionalmente, aplicou-se o Teste de Associação Visual. Os resultados deste estudo corroboram a robustez do efeito de sobrevivência, mas não se verificou um efeito amnésico do devaneio. Deste modo, poderá concluir-se que o processamento de sobrevivência será um dos mais eficazes, senão o mais eficaz, entre os tipos de processamento de informação atualmente conhecidos.
The survival processing paradigm by Nairne, Thompson and Pandeirada (2007), which consists in presenting two lists of words that are rated with reference to a survival scenario and a control scenario, has already numerous investigations which proves its effect’s robustness, i.e., high levels of recall, compared to other kinds of deep information processing. Our memory system comprises not only the retention of information but also the ability to forget. The diversion paradigm (Delaney, Sahakyan, Kelley, & Zimmerman, 2010) refers to a laboratorial task, in which the learning of two lists of words is intercalated by one of two tasks: induction of diversionary thought or a task that does not involve this type of thought. The observed result evidences a lower recall of words of the first list in the diversionary thought condition in comparison with to the memory performance in a control condition. In this study we analyzed if a diversionary thought (remembering childhood home) would affect the retrieval in a sample of older adults, when instructed to use information processing levels considered highly powerful: survival processing and pleasantness processing. The sample is composed by 64 healthy older adults, non-institutionalized, with ages between 65 and 74 years old, distributed equally into two groups: experimental group / diversionary thought condition (N = 32) and control group (N = 32). Besides the application of diversion and survival processing paradigms, the following neuropsychological tests were also administered in order to exclude participants with non-normative changes: Addenbrooke’s Cognitive Examination – Revised, Trail Making Test A and B, Digit Symbol – Coding (WAIS – III), Vocabulary (WAIS – III) and Geriatric Depression Scale. It was also administered the Visual Association Test. The results of the present study support robustness of the survival processing effect, although an amnesic effect of daydream was not verified. Thereby, it can be concluded that the survival processing would be one of the most effective, if not the most effective among the types of information processing currently known.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia, área Psicologia Clínica e da Saúde (Psicogerontologia Clínica), apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/25459
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Marlene Cardoso_2013_Tese de MIP_CD.pdf877.01 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 10

700
checked on Oct 22, 2019

Download(s) 50

469
checked on Oct 22, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.