Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/24629
Title: Determinantes nos modelos de negócio para o Ambient Assisted Living (AAL)
Authors: Rodrigues, João Barreto 
Orientador: Almeida, Filipe Jorge Ribeiro de
Keywords: Ambient Assisted Living (AAL); Modelo de negócio; Business Model Canvas
Issue Date: 10-Oct-2013
Publisher: FEUC
Citation: Rodrigues, João Barreto - Determinantes nos modelos de negócio para o Ambient Assisted Living (AAL). Coimbra, 2013
Abstract: A tecnologia tem vindo a conquistar um lugar central no dia-a-dia das sociedades contemporâneas de modo tão intenso e marcante que quase não damos por ela. Mas ao contribuírem para tornar a vida mais fácil, mais limpa e mais longa, os sucessivos avanços tecnológicos também nos despertam para novas necessidades e novos desafios. O aumento generalizado da esperança de vida do Homem e o acentuar da proporção do estrato etário dos mais idosos, sobretudo em países mais desenvolvidos, é um notável exemplo destas dinâmicas. Este trabalho sublinha a importância de encontrar soluções para desafios como a inserção do indivíduo sénior na sociedade e a sustentabilidade dos modelos tradicionais de saúde e segurança social. De modo mais concreto, examina-se como a busca de soluções que permitam responder a estes desafios está na origem do conceito inovador de Ambient Assisted Living (AAL), ou seja, de um conjunto de soluções de prestação de cuidados, baseados em tecnologias de informação e comunicação, que procuram manter a independência e qualidade de vida dos cidadãos. Tendo em conta a importância que um modelo de negócios assume para uma empresa que ambiciona atingir um nível de excelência e a oportunidade identificada no AAL, este trabalho pretende contribuir para identificar fatores determinantes nos modelos de negócio para este mercado. Considerando como referência o contexto e a estrutura da ferramenta Business Model Canvas, o trabalho desenvolvido incluiu dois grandes momentos. Em primeiro lugar analisa-se o caso de uma empresa cuja atividade se enquadra com o conceito de AAL. A empresa em questão é associada da ISA – Intelligent Sensing Anywhere, S.A., organização na qual foi realizado o estágio curricular, no âmbito do Mestrado em Gestão da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, que constituiu o ponto de partida para este relatório. Em segundo lugar, para permitir alargar os horizontes da análise, foram realizadas entrevistas aos responsáveis máximos de duas organizações cuja atividade é concorrente com a da empresa que constitui o objeto central do nosso caso estudo. Os elementos reunidos neste trabalho permitem destacar a importância de duas componentes que devem ser consideradas como fundamentais neste tipo de modelos de negócio: as parcerias-chave e os recursos-chave. Para a primeira componente, é ainda feita uma distinção entre três tipos de redes de parceiros, que aqui são denominadas de redes de investigação, redes de comercialização e redes de colaboração. Quanto à segunda componente, são destacados os recursos humanos e intelectuais detidos pelas empresas.
Description: Relatório de estágio do mestrado em Gestão, apresentado à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, sob a orientação de Filipe Almeida.
URI: https://hdl.handle.net/10316/24629
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FEUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
RELAT_RIO_DE_EST_GIO___JO_O.PDF1.23 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

415
checked on May 28, 2024

Download(s) 50

342
checked on May 28, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.