Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/24189
Title: O papel de uma co-testemunha na sugestionabilidade interrogativa: influência do conhecimento das respostas de um indivíduo considerado credível no desempenho da GSS2
Authors: Correia, Patrícia Margarida Fernandes 
Orientador: Pinho, Maria Salomé
Keywords: Sugestionabilidade Interrogativa; Inteligência não-verbal; Desejabilidade social
Issue Date: 30-Jun-2013
Serial title, monograph or event: O papel de uma co-testemunha na sugestionabilidade interrogativa: influência do conhecimento das respostas de um indivíduo considerado credível no desempenho da GSS2
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Quando uma testemunha é exposta a informações provenientes de outras fontes, nomeadamente co-testemunhas, observa-se a tendência dessa testemunha para incorporar tais informações no seu relato do acontecimento. O presente estudo procurou analisar a influência, na sugestionabilidade interrogativa, do conhecimento das respostas de uma outra pessoa considerada como credível. Para esse fim, recorreu-se a duas amostras, cada uma delas constituída por 36 estudantes universitários. A um dos grupos foram apresentadas as respostas sugestionadas à versão 2 da Escala de Sugestionabilidade de Gudjonsson (GSS2), as quais teriam sido dadas por uma pessoa considerada credível. O outro grupo foi submetido ao procedimento usual de administração da GSS2. Pretendeu-se, ainda, averiguar a forma como determinadas variáveis, tais como dimensões da personalidade, desejabilidade social, assertividade, ansiedade, autoconceito, necessidade de cognição e fé na intuição influenciam os resultados obtidos na GSS2. Além da GSS2, a ambos os grupos foram administrados, individualmente, os seguintes instrumentos de avaliação: o Inventário Clinico de Autoconceito; o Inventário da Personalidade NEO Revisto; o Inventário de Sintomas Psicopatológicos; o Inventário Estado-Traço da Ansiedade; a Escala de Necessidade de Cognição; a Escala Fé na Intuição; a Escala de Desejabilidade Social de Marlowe-Crowne; e o Inventário de Assertividade de Auto-Resposta. Os resultados obtidos revelam que a informação proveniente de outrem credível tem efeito no nível de sugestionabilidade interrogativa, ou seja, os participantes que receberam essa informação cederam mais à informação sugestiva e à pressão interpessoal. Foi também observada a existência de uma relação entre a sugestionabilidade interrogativa e as variáveis necessidade de cognição, assertividade e ansiedade-traço. Estes resultados sugerem que também estas variáveis deverão ser tidas em consideração aquando da avaliação da credibilidade de depoimentos e confissões.
When a witness is exposed to information from other sources, including co-witnesses, there is a tendency of the witness to incorporate such information on his report of the event. The present study aimed to analyze the influence of knowing the responses of another individual, regarded as a credible person, in the interrogative suggestibility. For this purpose we used two samples, each consisted of 36 college students. To one of the groups were presented the suggestive answers to version 2 of the Gudjonsson Suggestibility Scale (GSS2) that would have been given by a person deemed credible. The other group was submitted to the usual administration of GSS2. It was also intended to determine how certain variables, such as personality dimensions, social desirability, assertiveness, anxiety, self-esteem, need for cognition and faith in intuition influence the results obtained on the GSS2. Besides the GSS2, to both groups the following instruments were individually administered: the Self-Concept Clinical Inventory, the Revised NEO Personality Inventory, the Brief Symptom Inventory, the State-Trait Anxiety Inventory, the Need for Cognition Scale, the Faith in Intuition Scale, the Marlowe-Crowne Social Desirability Scale, and the Assertiveness Self – Report Inventory. The results obtained reveal that information from credible person has effect on the level of interrogative suggestibility, in other words, participants who received this information were more vulnerable to suggestive information and to interpersonal pressure. It was also observed a relationship between interrogative suggestibility and the following variables: need for cognition, assertiveness, and trait-anxiety. These results suggest that also these variables should be taken into account when assessing the credibility of statements and confessions.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde (Psicologia Forense), apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/24189
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_Patrícia Correia_final.pdf678.29 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

171
checked on Oct 15, 2019

Download(s)

122
checked on Oct 15, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.