Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/22444
Title: Amor, vinculação e bem-estar subjectivo : um estudo com adultos de etnia cigana
Authors: Júlio, Carla Maria de Freitas 
Orientador: Ferreira, Joaquim Armando
Meneses, Rute
Keywords: Bem-estare subjectivo; Etnia cigana; Amor
Issue Date: 27-Feb-2012
Serial title, monograph or event: Amor, vinculação e bem-estar subjectivo: um estudo com adultos de etnia cigana
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O Amor é, talvez, o sentimento que mais mistérios encerra e, o mais difícil de compreender, mas sobremaneira importante para o ser humano. Pode ser enquadrado dentro da Psicologia Positiva que é uma nova dimensão da Psicologia mais virada para os aspectos positivos da vida, assim como o Bem-Estar Subjectivo, conceito, também, abordado neste estudo. A teoria da vinculação presenteou um grande contributo para se entenderem as relações íntimas na idade adulta assim como se perceber melhor o Amor. Tendo em conta o enquadramento teórico, o objectivo desta dissertação é perceber se existem diferenças significativas entre homens e mulheres de Etnia Cigana no que concerne aos Estilos de Amor; compreender se existe relação entre Amor, Vinculação e Bem-Estar Subjectivo na Etnia Cigana e investigar se a vinculação é mais preditiva de bem-estar subjectivo do que as variáveis estilos de amor e sóciodemográficas. No presente estudo foram questionados 50 sujeitos de etnia cigana com idades compreendidas entre 18 e os 54 anos, maioritariamente do sexo feminino; foram utilizados os seguintes instrumentos: escala de atitudes em Relação ao Amor, Escala de Relações Próximas, SWLS, PANAS e um questionário sócio-demografico. As principais conclusões deste estudo indicam que: não se verificaram diferenças estatisticamente significativas ao nível do género nos estilos de amor, tipos de vinculação e Bem-estar Subjectivo. Relativamente à vinculação, a vinculação Evitante está positivamente correlacionado com o estilo de amor Ludus e negativamente com o Eros e Agape, já a vinculação Preocupada está positivamente correlacionado com o estilo de amor Mania. Verifica-se também neste estudo que o Afecto Positivo está positivamente correlacionado com o estilo de amor Storge, enquanto o afecto negativo está negativamente correlacionado com o estilo Eros e Agape e positivamente com o Ludos e o tipo de vinculação Evitante. Apenas a dimensão cognitiva do bem-estar subjectivo (SWLS), é explicada pelos tipos de vinculação do indivíduo sendo que, ao nível do Afecto Positivo é mais explicado pela idade, enquanto o Afecto Negativo é pelo explicado pelo
Love is perhaps the most mysterious feeling and the most difficult to understand, but particularly important to the human being. It can be viewed from a Positive Psychology stand, which is a new dimension of Psychology more inclined to the positive aspects of life, as well as Subjective Well-Being, a concept also focused in the present study. Attachment theory gave a great contribution to the understanding of intimate relationships in adulthood and also to a better comprehension of Love. Having in mind the theoretical framework, the aim of this dissertation is to see if there are significant differences between men and women of the Gipsy Ethnic Group with regard to Love Styles, to understand whether a relationship exists between Love, Attachment and Subjective Well-Being in Gypsies, and to investigate if Attachment is more predictive of Subjective Well-Being than Love Style and socio-demographic variables. In this study, 50 subjects from the Gypsy Ethnic Group, aged 18 to 54 years old, mostly female, were given a questionnaire using the following scales: scale of Attitudes Towards Love, Close Relationships Scale, SWLS, PANAS and a socio-demographic questionnaire. Results indicate that there are no statistically significant gender differences in terms of Love Styles, Attachment types and Subjective Well-Being. Regarding Attachment, Avoidant attachment is positively correlated with Ludus style of love and negatively with Eros and Agape, and Anxious attachment is positively correlated with the Mania love style. The study also reveals that Positive Affect is positively correlated with the Storge love style, while Negative Affect is negatively correlated with Eros and Agape styles of love and positively so with Ludos love style and Avoidant attachment. Only the cognitive dimension of Subjective Well-Being (SWLS) is explained by the individual Attachment types, and the Positive Affect is more explained by Age while the Negative Affect is more so by the Ludus love style.
Description: Dissertação de mestrado em Psicologia do Desenvolvimento, apresentada à Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/22444
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Carla Julio.pdf3.38 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

291
checked on Apr 7, 2020

Download(s) 20

812
checked on Apr 7, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.