Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/20808
Title: Perfil de aptidão física do indivíduo com deficiência mental ligeira : estudo exploratório de validação de testes de terreno de impulsão vertical e impulsão horizontal na avaliação da força explosiva dos membros inferiores
Authors: Silva, Raquel Marú 
Orientador: Ferreira, José Pedro Leitão
Keywords: Populações especiais; Educação física adaptada; Deficiente mental
Issue Date: 2002
Abstract: Os objectivos deste trabalhos foram: a) efectuar um estudo comparativo ao nível da força explosiva dos membros inferiores entre indivíduos com deficiência mental ligeira e indivíduos sem deficiência; b) validar os testes de terreno já existentes (impulsão vertical e impulsão horizontal). Para o efeito, foram seleccionados 43 indivíduos do sexo masculino, de entre os quais, 15 tinham deficiência mental ligeira. Foram realizados testes laboratoriais e testes de campo. Os testes laboratoriais foram efectuados com o aparelho Ergojump. Os testes de terreno consistiram em saltos de impulsão vertical e horizontal. Após a recolha de dados, foi efectuado dois tratamentos estatísticos: descritivo e inferencial. No tratamento descritivo foram utilizados os parâmetros média e desvio padrão para as medidas de tendência central e as tabelas de frequência, bem como os respectivos valores percentuais para as variáveis em escala nominal. O tratamento inferencial consistiu na análise de variância ANOVA e no TESTE – T para a comparação de grupos por variável e o r produto momento de Pearsons, com o intuito de analisar a relação entre variáveis. Utilizou-se a regressão múltipla (Stepwise) para analisar a intensidade dessa mesma relação. Na comparação da componente de aptidão física – força explosiva dos membros inferiores, verificou-se que existem diferenças estatisticamente significativas entre os indivíduos com deficiência mental ligeira e os indivíduos sem deficiência mental. Verificou-se também diferenças estatisticamente significativas entre as variáveis impulsão vertical e o aparelho Ergojump. Em conclusão: a) os resultados evidenciam que ao nível da força explosiva dos membros inferiores, os indivíduos com deficiência mental ligeira apresentaram, de uma forma geral, níveis de desempenho inferiores; b) o teste de impulsão vertical é o teste de campo que melhor prediz o valor da força explosiva dos membros inferiores, visto que explica 40,6% dessa força em relação ao valor obtido para o teste laboratorial Ergojump. Desta forma, o técnico desportivo ou professor de Educação Física, poderá com maior segurança recorrer a este teste nos seus treinos/aulas para mensurar a força explosiva dos membros inferiores dos seus atletas/alunos, ao contrário da utilização do teste de impulsão horizontal, que é o teste de terreno tradicionalmente utilizado para a determinação da força explosiva dos membros inferiores. Baterias de testes como o Projecto Unique e o Fitnessgram, são dois exemplos em que este tipo de força é determinado através da impulsão horizontal.
Description: Dissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/20808
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
monografia16maio2002.pdf636.12 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

309
checked on Jul 16, 2019

Download(s) 10

1,204
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.