Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/20386
Title: Pressentindo o Silêncio: A perda de osso relacionada com o envelhecimento na Colecção de Esqueletos Identificados do Museu Antropológico
Authors: Curate, Francisco 
Orientador: Cunha, Eugénia
Keywords: Osteoporose; Osso Cortical; Fémur; Paleopatologia
Issue Date: 2005
Citation: CURATE, Francisco - Pressentindo o Silêncio: A perda de osso relacionada com o envelhecimento na Colecção de Esqueletos Identificados do Museu Antropológico [em linha]. Coimbra : [s.n], 2005. [Consult. Dia Mês Ano]. Dissertação de mestrado. Disponível na WWW:<http://hdl.handle.net/10316/20386>
Serial title, monograph or event: Pressentindo o Silêncio: A perda de osso relacionada com o envelhecimento na Colecção de Esqueletos Identificados do Museu Antropológico
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O esqueleto encapsula os detalhes da vida, da morte e da cultura do indivíduo. Este potencial aumenta quando um esqueleto completo pode ser estudado e multiplica-se quando podem ser analisados os restos esqueléticos duma amostra significativa de uma população. A paleopatologia tem-se afirmado como uma disciplina científica propensa à acumulação de informações relevantes acerca do status de saúde e doença em grupos humanos desaparecidos e representados pelos seus remanescentes esqueléticos. O objectivo fulcral deste estudo prende-se com a detecção de padrões de perda óssea relacionada com o envelhecimento e a inquirição das denominadas fracturas de fragilidade numa amostra esquelética identificada alojada no Museu Antropológico da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. A colecta de novos dados paleobiológicos articulou-se em redor da mensuração do Índice Cortical do fémur esquerdo, através de métodos radiogramétricos, e do reconhecimento das fracturas de fragilidade [fracturas de Colles no termo distal do rádio, fracturas de compressão dos corpos vertebrais e fracturas do fémur proximal] em 98 indivíduos, repartidos por ambos os sexos e sete classes etárias, da Colecção de Esqueletos Identificados. Os resultados obtidos conformam-se com as expectativas delineadas em diversos estudos epidemiológicos. Desse modo, a perda de massa óssea cortical aumenta com o avanço da idade e é maior nas mulheres relativamente aos homens. Na sub-amostra feminina, o Índice Cortical é significativamente maior nas mulheres com idade igual ou superior a 60 anos. Os resultados alcançados indicam, ainda, que a densidade mineral óssea na amostra da Colecção de Esqueletos Identificados é inferior à massa óssea cortical observada numa população recente, da Europa setentrional. A mal-nutrição durante o de crescimento pode ter contribuído para a obtenção de um pico de massa óssea nos indivíduos da Colecção de Esqueletos Identificados aquém do conseguido pelos indivíduos da amostra recente. A perda pós-menopáusica de osso, de extensão análoga nas duas amostras, evidencia o curso imparável deste fenómeno metabólico, fortemente inculcado por factores genéticos. A prevalência fracturária incrementa significativamente com a senescência e, de forma débil, com a diminuição do Índice Cortical. A frequência de fracturas de fragilidade aumenta nos grupos etários mais avançados e é levemente maior na sub-amostra masculina que na feminina. Na porção masculina da amostra os indivíduos que sofreram lesões de fragilidade ostentam, em média, valores de Índice Cortical superiores aos indivíduos que não suportaram qualquer fractura deste tipo. Na sub-amostra feminina a conexão inverte-se: as mulheres lesadas exibem valores médios do Índice Cortical inferiores aos manifestados pelas mulheres não afectadas.
The skeleton encapsulates the details of life, death and culture of the individual. This potential develops when a complete skeleton can be studied and multiplies when a significant sample of a skeletal population can be analysed. Paleopathology produces relevant information about health and disease status in vanished populations, represented by skeletal remains. This study aims to detect patterns of bone loss related with age and the enquiry of the so-called fragility fractures in an identified skeletal sample from the Museu Antropológico, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. The assortment of new paleobiological data articulated around the measurement of the Cortical Index in the left femur through radiogrammetric methods, and the recognition of the fragility fractures [Colles fractures, vertebral fractures and proximal femur fractures] in 98 individuals, from both sexes and seven age categories, in the Identified Skeletal Collection. The results are similar to the patterns delineated in several epidemiological enquiries. Cortical bone loss fastens with increasing age and it’s bigger in women relatively to men. In the female sub-sample Cortical Index is significantly superior in women above 60 years of age. The results also show that the mineral bone density in the Identified Skeletal Collection sample is less than the bone mass observed in a recent population from northern Europe. Malnutrition during growth possibly contributed to the acquisition of a lower peak bone mass by the individuals of the Identified Skeletal Collection. Post-menopausal bone loss, similar in both samples, reflects the unstoppable course of this metabolical phenomenon, strongly influenced by genetic factors. Fracture prevalence increases significantly with age and faintly with the reduction of the Cortical Index. The frequency of the fragility fractures raises in the older age categories and it’s slightly superior in the male sample when compared to the female group. In the male sample the individuals who suffered fragility lesions exhibit greater values of Cortical Index when matched up to with individuals who didn’t experienced any such fracture. In the female sub-sample the connexion reverts: the injured women show lower values of the Cortical Index.
Description: Dissertação de mestrado, em Evolução Humana, apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/20386
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_Mestrado_Curate.pdf1.7 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

201
checked on Oct 22, 2020

Download(s) 50

474
checked on Oct 22, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.