Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/20330
Title: Controlo e punição : as prisões femininas : estudo exploratório de uma antropologia feminista da prisão no contexto português
Authors: Silva, Vera Inês Costa da 
Orientador: Florêncio, Fernando
Keywords: Prisões femininas -- Portugal
Issue Date: 2011
Citation: SILVA, Vera Inês Costa da - Controlo e punição : as prisões femininas : estudo exploratório de uma antropologia feminista da prisão no contexto português. Coimbra : [s.n.], 2011
Abstract: Esta dissertação apresenta justificações teóricas para a pertinência de uma antropologia femininista da prisão no contexto português, uma antropologia interventiva inspirada nas metodologias feministas para questionar as políticas que (re)produzem a prisão e para dar visibilidade às mulheres encarceradas que são silenciadas e ocultadas, isto porque se considera a prisão como a instituição que mais contribui para a segregação e marginalização sociais das mulheres. Assim, este estudo exploratório procedeu à análise das prisões femininas, desde a emergência do penitenciário em Portugal até à actualidade, indagando sobre representações e discursos hegemónicos de feminino e feminilidade nos dispositivos de controlo e punição e como estes se manifestam nas prisões femininas procurando, em simultâneo, (re)inscrever agências e resistências femininas. É verificada a pertinência de um sistema estratificado de diferenciação sexual reprodutor destas representações e discursos que se reflectem nas várias dimensões sociais e culturais e nas prisões femininas no contexto histórico, político, económico e social português.
This dissertation presents theoretical justifications for the relevance of an feminist anthropology of prison in the portuguese context, an interventive anthropology inspired on the feminist methodologies to question the policies that (re)produce prison and to give visibility to women imprisoned who are silenced and hidden because it is considered the prison as the institution that most contributes to social segregation and marginalization of women. Thus, this exploratory study has examined women's prisons, since the emergence of the prison in Portugal until the present day, inquiring about representations and hegemonic discourses of femininity and womanhood in the apparatus of punishment and control and how these are manifested in the women‘s prison looking, at the same time, to (re)inscribe female agency and resistance. It is verified the existence of a stratified system of sexual differentiation reproductive of these representations and discourses that are reflected in the various social and cultural dimensions
Description: Dissertação de mestrado em Antropologia Social e Cultural, apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: https://hdl.handle.net/10316/20330
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
FCTUC Ciências da Vida - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
TESE_FINAL_IMPRESSAO.pdf1.02 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

1,131
checked on Feb 27, 2024

Download(s) 20

1,272
checked on Feb 27, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.