Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/18746
Title: Desenvolvimento grupal:adaptação da EDG-D para o contexto laboral e estudo das suas qualidades psicométricas
Authors: Marques, Luís Carlos Duarte 
Orientador: Lourenço, Paulo Renato
Keywords: Grupos; Desenvolvimento Grupal; Qualidades psicométricas; Escala de desenvolvimento grupal
Issue Date: 2010
Citation: MARQUES, Luís Carlos Duarte - Desenvolvimento grupal: adaptação da EDG-D para o contexto laboral e estudo das suas qualidades psicométricas. Coimbra, 2010
Serial title, monograph or event: Desenvolvimento grupal: adaptação da EDG-D para o contexto laboral e estudo das suas qualidades psicométricas
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Os grupos/equipas de trabalho têm vindo a assumir cada vez mais preponderância no seio das organizações, sugerindo a necessidade de uma cada vez melhor compreensão do desenvolvimento grupal e, consequentemente, de criação de novos instrumentos de medida. Tendo como base o Modelo Integrado de Desenvolvimento Grupal (Miguez & Lourenço, 2001), foi construída para o contexto desportivo uma escala de medida do nível/fase de desenvolvimento de um grupo. Esta escala, após submetida a análise das suas qualidades psicométricas, fez emergir uma estrutura interpretável de três dimensões (em vez das quatro previstas pelo modelo) com bons indicadores de fiabilidade (consistência interna, estimada através do alpha de Chronbach). Neste estudo, tivemos como principal objectivo adaptar a escala ao contexto laboral e efectuar o estudo das suas qualidades psicométricas. Foram relizados estudos de validade factorial, de fiabilidade e de validade concorrente. Para a validade concorrente foram utilizadas três escalas, a PJAWSN (Portuguese Job Related Affective Well-Being Scale) adaptada por Ramalho (2008) a partir da JAWS (Katwyk, Spector, Fox, & Kelloway, 2000), a EACI (Escala de Avaliação do Conflito Intragrupal) de Dimas (2007) e o PDE (Questionário de Percepção de Desenvolvimento de Equipas) de Miguez e Lourenço (2001). O estudo realizado incidiu sobre uma amostra de 74 equipas de trabalho, constituídas por um total de 333 indivíduos, pertencentes a organizações privadas, nacionais, dos sectores industrial e serviços. Os resultados fizeram emergir uma estrutura de 3 factores, interpretáveis com base no modelo teórico adoptado (Miguez e Lourenço, 2001). Os valores de consistência interna da escala apontam para uma adequada fiabilidade. Os estudos de validade concorrente apontaram, igualmente, para adequadas qualidades psicométricas. No seu conjunto, os resultados são convergentes com os obtidos por N. Pinto (2009) nos seus estudos em contexto desportivo, aquando da construção da escala original (EDG-D).
The work groups/teams have been gaining increasingly more prominence within organizations, suggesting the need of an each time better understanding of group development and therefore the creation of new measuring instruments. Based on the Integrated Model of Group Development (Miguez & Lourenço, 2001), was built, for a sporting context, a measurement scale of the level/stage of development of a group. This scale, after subjected to analysis of their psychometric qualities, made to emerge an interpretable structure of three dimensions (instead of four predicted by the model) with good indicators of reliability (internal consistency, estimated by Cronbach's alpha). In this study, we had as main objective to adapt the scale to the labour context and effectuate the study of its psychometric qualities. Were performed studies of factorial validity, reliability, and concurrent validity. For the concurrent validity were used three scales, the PJAWSN (Portuguese Job Related Affective Well-Being Scale) adapted by Ramalho (2008) from JAWS (Katwyk, Spector, Fox, & Kelloway, 2000), the EACI (Evaluation Scale of Intragroup Conflict) of Dimas (2007) and the PDE (Questionnaire of Teams Development Perception) of Miguez and Lourenço (2001). The accomplished study focused on a sample of 74 work teams composed of 333 individuals part of private, national organizations, of the industrial and services sectors. The results made emerge a structure of 3 factors, interpretable based on the theoretical model adopted (Miguez & Lourenço, 2001). The values of internal consistency of the scale indicate an adequate reliability. The studies of concurrent validity indicated, equally, appropriate psychometric qualities. Overall, the results are convergent with those obtained by N. Pinto (2009) in their studies in the context of sport, during the construction of the original scale (EDG-D).
Description: Dissertação de Mestrado em Psicologia das Organizações e do Trabalho, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/18746
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
L.Carlos Marques.pdf1.33 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

344
checked on Oct 27, 2020

Download(s)

23
checked on Oct 27, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.