Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/18588
Title: Contracepção hormonal: evolução ao longo dos anos
Authors: Santos, Joana Inês França dos 
Orientador: Dias, Margarida
Keywords: Contraceptivos orais; Contracepção
Issue Date: 2010
Abstract: A História da Contracepção data de tempos remotos, altura em que se usavam métodos "caseiros" e originais para evitar a gravidez. A introdução do primeiro contraceptivo hormonal nos anos 60 foi um marco muito importante para a mulher ,uma vez que lhe permitiu ter um maior e melhor controlo sobre a sua vida reprodutiva. Com esta inovação, após ter sido comprovada a sua eficácia e segurança como agente anticoncepcional, o número de utilizadoras foi aumentando gradualmente. Porém, alguns anos após o início da sua utilização começaram a detectar-se um conjunto de efeitos adversos os quais, mais tarde, evidenciaram ser provocados pelas doses elevadas de estroprogestativos, principalmente pelo componente estrogénico. Assim, nas quatro décadas que se seguiram ao aparecimento deste método contraceptivo, os esforços concentraram-se no sentido de desenvolver novas formulações com doses cada vez mais reduzidas, mantendo a eficácia e segurança contraceptivas. Foi nesta sequência que surgiram no mercado não só novos contraceptivos orais de baixa dosagem, como também novas formulações não orais - injectáveis, dispositivos intrauterinos, implantes subcutâneos, transdérmicos e anéis vaginais. O principal objectivo da criação de todo este leque de contraceptivos hormonais foi proporcionar novas oportunidades à mulher para encontrar o método mais adequado às suas necessidades individuais. Este artigo de revisão pretende analisar os vários tipos de contracepção hormonal e o desenvolvimento desde a sua origem até à actualidade, tendo em conta as vantagens e desvantagens de cada método, de modo a que se torne possível e exequível adequar e adaptar um determinado tipo de contraceptivo em casos individuais.
The History of Contraception dates back to ancient times, when "homemade" and original methods were used to avoid pregnancy. The introduction of the first hormonal contraceptive in the 60's was a very important milestone for women, because it made possible an effective control of their reproductive lives. With this innovation, after having proven its effectiveness and safety as a contraceptive agent, the number of users has been gradually increasing. However, some years after its introduction, it was detected a set of adverse effects which later showed to be caused by high doses of progestin, particularly the estrogenic component. Thus, in the four decades following the appearance of this contraceptive method, the effort was to develop new formulations with increasingly reduced doses while maintaining contraceptive efficacy and safety. As a result new oral low-dose contraceptives appeared on the market as well as new non-oral formulations - injectable, intrauterine devices, subcutaneous implants, patches and vaginal rings. The main purpose of this whole range of hormonal contraceptives was to provide new opportunities for women to find the method best suited to their individual needs. This review aims to examine the various types of hormonal contraception and its development since the beginning until nowadays, taking into account the advantages and disadvantages of each method so that it becomes possible to adjust a certain type of contraceptive in individual cases.
URI: http://hdl.handle.net/10316/18588
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Contracepção Hormonal Evolução ao longo dos tempos.pdf903.72 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

560
checked on Sep 10, 2019

Download(s) 5

3,887
checked on Sep 10, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.