Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/18118
Title: Adaptação e validação para português do questionário de Copenhagen Burnout Inventory (CBI)
Authors: Fonte, Cesaltino Manuel Silveira da 
Orientador: Dixe, Maria dos Anjos Coelho Rodrigues
Gomes, José Carlos Rodrigues
Keywords: Burnout; Pessoal; Trabalho; Utente; Enfermeiro
Issue Date: 13-Dec-2011
Citation: Fonte, Cesaltino Manuel Silveira da - Adaptação e validação para português do questionário de Copenhagen Burnout Inventory (CBI). Coimbra, 2011
Abstract: O estudo actual teve como objectivos validar o questionário de Copenhagen Burnout Inventory (CBI) para a população Portuguesa, originando a versão Portuguesa do CBI, determinar as suas características psicométricas e determinar os níveis de burnout nos enfermeiros portugueses. Realizou-se um estudo de investigação metodológica a partir do questionário de CBI (Kristensen, et al., 2005). O instrumento foi validado numa amostra de duzentos e vinte e oito (228) enfermeiros, maioritariamente do sexo feminino (75,0%) com uma média de idades de 35,5 anos (desvio padrão = 8,5). Para validação da escala foi solicitada a autorização aos autores do instrumento original, assim como à direcção da instituição onde foram recolhidos os dados. O CBI é constituído por dezanove (19) itens, distribuídos por três escalas: o burnout pessoal com seis (6) itens que avalia o grau de exaustão física, psicológica e da exaustão experienciada pela pessoa; o burnout relacionado com o trabalho com sete (7) itens que analisa o grau de fadiga física e psicológica e a exaustão que é percebida pela pessoa em relação ao seu trabalho e o burnout relacionado com o cliente com seis (6) itens que avalia o grau de fadiga física e psicológica e de exaustão que é percebido pela pessoa em relação ao trabalho efectuado com os clientes. O coeficiente de alfa de Cronbach observado nas três escalas (0,845; 0,866 e 0,843 respectivamente) permite afirmar que o instrumento apresenta uma boa consistência interna. Verificamos ainda que as três escalas do CBI apresentam uma boa validade convergente com o Maslach Burnout Inventory (MBI) e discriminante, nenhum item se correlaciona mais com as outras escalas do que com a sua própria o que indicia uma estrutura bem definida. Os enfermeiros apresentam índices baixos de burnout nas três escalas do CBI. Os resultados indicam que a escala validada apresenta boascaracterísticas psicométricas, sendo fiável e válida para a identificação e mensuração do burnout, o que permite a sua aplicação prática e em futuras investigações.
Description: Dissertação de mestrado em Gestão e Economia da Saúde, apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/18118
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Adaptação e Validação para Português do Questinário de Copen.PDF5.53 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

3,477
checked on Nov 12, 2019

Download(s) 1

12,508
checked on Nov 12, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.