Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/17838
Title: Estatuto nutricional e aptidão física : aplicação de vários valores de corte à população escolar masculina da Ilha de São Miguel
Authors: Anastácio, Carlos Manuel Soares 
Orientador: Silva, Manuel João Coelho e
Martins, Raúl
Keywords: Estatuto nutricional--adolescente--Açores; Aptidão física--adolescente--Açores; Sobrepeso--obesidade; Antropometria; Índice massa corporal; Obesidade
Issue Date: 2009
Abstract: A prevalência do sobrepeso e obesidade vem aumentando nas faixas etárias em idade escolar nos países industrializados. A Região Autónoma dos Açores enquadra-se nesta tendência, pois, esta tem sido demonstrada em estudos anteriores. Assim o presente estudo tem como objectivo avaliar estatuto nutricional e aptidão física de acordo com os critérios de classificação aplicando diferentes valores de corte à população escolar média da ilha de São Miguel aceites pela comunidade científica, bem como, verificar se o estatuto nutricional influência os níveis de aptidão física. A amostra foi constituída por 328 indivíduos do sexo masculino com idades compreendidas entre os 8 e os 16 anos da ilha de São Miguel da Região Autónoma dos Açores representativos de várias escolas. A avaliação do estatuto nutricional efectuou-se de acordo com base no índice de massa corporal utilizando-se os seguintes critérios: International Obesity Task Force; (IOTF) Center for Disease Control and Prevention (CDC); BMI (Must) e TRIC (Must). A avaliação da aptidão física esteve comprometida com o estudo de carácter decenal de Sobral & Coelho e Silva (1989, 2001) utilizando-se os seguintes testes: lançamento de bola de «softball», lançamento de bola Medicinal 2Kg, dinamometria, «sit`ups» em 60 segundos, impulsão horizontal, velocidade (corrida de 25m) e endurance aeróbia (PACER). Os resultados obtidos através dos valores de corte do CDC (sobrepesados 16.8%, obesos 12.8%, sugeriram uma prevalência de sobrepesados e obesos de 29.6%) e BMI (Must) (sobrepesados 18%, obesos 12.5%, sugeriram uma prevalência de sobrepesados e obesos de 30.5%) foram muito similares. Para os valores de corte do IOTF os índices de prevalência de sobrepesados e obesos também se apresentam similares (29.0%), no entanto divergem na classificação de sobrepesados (21%) e obesos (8%). Dados muito distintos foram obtidos através dos valores de corte para o TRIC (Must), (sobrepesados 12%, obesos 9% e uma prevalência de sobrepesados e obesos de 21%). Os sujeitos do grupo normoponderal apresentaram-se mais proficientes com diferenças estatisticamente significativas (p=0.00) em relação aos grupos sobrepesado e obeso, nos testes dos sit-ups, impulsão horizontal, velocidade e PACER. No entanto, são menos proficientes, mas sem diferenças estatisticamente significativas, relativamente aos outros dois grupos nos testes do lançamento da bola de 2Kg (p=0.08), lançamento softbol (p=0.56). No teste da dinamometria manual as diferenças foram significativas (p=0.00).
Description: Dissertação de mestrado em Treino Desportivo para Crianças e Jovens (Treino Desportivo), apresentada à Fac. de Ciências do Desporto e Educação Física da Univ. de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/17838
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese_Mestrado_Carlos_Anastacio.pdf540.96 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

188
checked on Dec 11, 2019

Download(s) 50

146
checked on Dec 11, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.