Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15485
Title: Monitorização e controlo do treino: avaliação da via aeróbia numa equipa de futebol júnior
Authors: Silva, Pedro Miguel Moreira da 
Orientador: Ribeiro, Fontes
Santos, Amândio
Keywords: Jovens futebolistas; Controlo do treino; Futebol; Vias energéticas
Issue Date: 2005
Abstract: O Futebol assume um papel muito importante na sociedade contemporânea. No nosso meio cultural e social, é a modalidade desportiva com mais impacto. Contudo, ainda existem algumas carências ao nível do seu conhecimento científico. É necessário investigar os parâmetros fisiológicos que caracterizam esta modalidade para, a partir daí, definirmos com mais rigor o processo de treino dos atletas. Assim, os principais objectivos deste estudo foram os seguintes:  Investigar os parâmetros fisiológicos referentes à via aeróbia que caracterizam uma equipa de Futebol;  Monitorizar e controlar o treino através da selecção, realização e avaliação de testes fisiológicos;  Relacionar os dados obtidos na nossa amostra (equipa de Futebol) com estudos realizados por outros autores;  Estabelecer uma analogia entre protocolos de esforço laboratoriais e de terreno. Neste âmbito, participaram neste estudo dezasseis atletas masculinos que integram uma equipa que disputa o Campeonato Distrital de Juniores A da Associação de Futebol de Viseu. A idade média dos atletas é de 17,4 + 0,9 anos, massa corporal de 66,11 + 5,82 Kg e estatura de171,82 + 5,61 cm. Foram realizados dois testes para determinar o VO2máx em condições distintas. O primeiro teste foi de determinação directa do VO2máx e é um protocolo de esforço máximo, progressivo, por níveis e sem intervalos. O segundo teste denomina-se Luc Léger e é um protocolo de esforço indirecto, máximo, também progressivo, por níveis e sem intervalos. Este último foi realizado no terreno de jogo. Estudamos ainda a frequência cardíaca em situação de jogo através do Polar Team System. No teste de determinação directa do VO2máx e no jogo também determinamos o lactato sanguíneo através do mini espectofotómetro DR LANGE / Lp 20 e Medidor de lactato “Lactate Pro – Blood Lactate Test Meter”, respectivamente. As técnicas de estatística utilizadas foram o Teste t para amostras relacionadas, no sentido de comparar as médias de duas variáveis para o mesmo grupo e o coeficiente de correlação produto-momento de Pearson para investigar a existência de correlações entre as variáveis em estudo. Os principais resultados obtidos foram os seguintes:  O VO2máx relativo obtido no teste de Luc-Léger estabelece uma correlação significativa e positiva com a distância percorrida, o que salienta a importância deste parâmetro para o controlo e monitorização dos atletas, na medida em que tem em consideração a massa corporal do atleta e dá um carácter mais individual aos resultados.  A FC obtida no jogo de Futebol equivale em média a 70% do VO2máx dos atletas. Por outro lado, a maior parte do tempo de jogo, situa-se numa zona de alta intensidade, de acordo com a classificação proposta por Flanagan e Merrick (2002).  Relativamente ao VO2máx, os médios são os jogadores que apresentam valores mais elevados.  No que diz respeito à FC de jogo, os médios apresentaram os valores mais elevados.  O teste de Luc-Léger apresentou diferenças estatisticamente significativas com o protocolo de determinação directa do VO2máx, quer em termos absolutos, quer em termos relativos. Assim, o teste de Luc-Léger não permite estabelecer uma hierarquização em consonância com os resultados obtidos no protocolo de determinação directa do VO2máx. Contudo, a distância pode ser um bom critério de êxito para hierarquizar os atletas e formar grupos de trabalho, na medida em que existe uma correlação significativa e positiva com o VO2máx relativo determinado no protocolo laboratorial.
Description: Dissertação de licenciatura apresentada à Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/15485
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ANEXOS.pdf93.73 kBAdobe PDFView/Open
CAPÍTULO I.pdf15.77 kBAdobe PDFView/Open
CAPÍTULO II.pdf405.3 kBAdobe PDFView/Open
CAPÍTULO III.pdf303.6 kBAdobe PDFView/Open
CAPÍTULO IV.pdf672.71 kBAdobe PDFView/Open
CAPÍTULO V.pdf33.52 kBAdobe PDFView/Open
CAPÍTULO VI.pdf164.12 kBAdobe PDFView/Open
Parte inicial.pdf257.72 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

470
checked on Apr 24, 2019

Download(s) 20

454
checked on Apr 24, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.