Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/14809
Title: Estudo farmacogenético da acção do propofol no sistema energético mitocondrial em células hela
Authors: Lapa, Teresa Alexandra Santos Carvalho 
Orientador: Grazina, Maria Manuela Monteiro
Viana, Joaquim Manuel Vieira da Silva
Keywords: Farmacocinética; Toxicidade celular; Mitocôndreas; Propofol
Issue Date: 2010
Citation: Lapa, Teresa Alexandra Santos Carvalho - Estudo farmacogenético da acção do propofol no sistema energético mitocondrial em células hela. Coimbra : [ed. do autor], 2010
Abstract: A prática anestésica tem sugerido que existe uma grande heterogeneidade nas necessidades anestésicas, na forma como decorre o pós-operatório e nos efeitos secundários aos fármacos anestésicos. Com o avanço dos conhecimentos na área da farmacogenómica tornou-se evidente que algumas destas diferenças podem ser explicadas por factores genéticos. A farmacogenética descreve a forma como as alterações nos genes moduladores da acção dos fármacos estão relacionadas com a variabilidade na resposta interindividual à terapêutica ou ao aparecimento de efeitos secundários, ou mesmo tóxicos. Os anestésicos gerais têm uma apresentação altamente lipossolúvel e conseguem atravessar todas as membranas, penetrar nos organelos e interagir com numerosos constituintes celulares. Parecem interferir com a expressão genética, com a síntese proteica e com a função celular, através de mecanismos que ainda permanecem por esclarecer. O propofol é o anestésico endovenoso mais utilizado. Os anestésicos endovenosos podem interferir com o metabolismo dos hidratos de carbono, o consumo de oxigénio e a produção de energia no sistema nervoso. No entanto, a forma como alteram a função mitocondrial não está bem clarificada. A mitocôndria é reconhecida como a maior fonte de energia necessária para a actividade celular normal. A função mitocondrial depende de proteínas codificadas, quer pelo DNA nuclear quer pelo mtDNA e, portanto, um funcionamento normal da cadeia respiratória requer um genoma mitocondrial intacto. A mitocôndria representa um alvo de estudo da toxicidade farmacológica, uma vez que tem um papel fulcral na produção de energia celular e contém múltiplas vias metabólicas. A noção de que muitos fármacos utilizados na prática clínica interferem com a bioenergética mitocondrial fez com que este organelo seja utilizado como um bio-sensor na predição da segurança de determinados fármacos. O propofol é um composto lipofílico que pode penetrar livremente pela MMI, acumulando-se no interior da mitocôndria e alterando a sua função. Os desacopoladores da OXPHOS são caracterizados por serem ácidos fracos hidrofóbicos (fenóis ou amidas). O propofol tem uma estrutura fenólica e poderá funcionar como desacopolador. Com base nestes pressupostos, procedemos à avaliação da toxicidade do propofol a nível do sistema energético mitocondrial e da sua interferência no número de cópias de mtDNA. A célula HeLa foi utilizada como linha celular para o estudo dos mecanismos de toxicidade do propofol. Estas células foram cultivadas em concentrações crescentes de propofol, em dois tempos de incubação, 15 minutos e 1 hora. Foi avaliada a viabilidade celular pela medição da actividade da LDH libertada. Verificou-se que a exposição às diferentes concentrações de Propofol não teve efeito na LDH libertada e que quanto mais prolongada foi a exposição, menor a libertação de LDH. Os efeitos encontrados na actividade dos diferentes complexos da CRM, para a exposição a diferentes concentrações de propofol não foi linear, verificando-se um comportamento heterogéneo. Concentrações elevadas de propofol induzem redução do número de cópias de mtDNA, tendo-se verificado uma redução estatisticamente significativa entre a concentração 4 e a 100μg/ml, p=0,028. Esta redução do número de cópias é independente do tempo de exposição.
Description: Dissertação de mestrado em Medicina (Anestesiologia e Terapêutica da Dor), apresentada à Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/14809
Rights: openAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Dissertação_mestrado_Teresa Lapa.pdf1.65 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

481
checked on Sep 23, 2020

Download(s) 50

251
checked on Sep 23, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.