Title: Análise da Variação do Cortisol, da Testosterona e do Rácio Testosterona/ Cortisol, em resposta ao Teste Anaeróbio de Wingate
Authors: Pinho, Rui Pedro Lima 
Orientador: Rama, Luís
Teixeira, Ana
Keywords: Teste de Wingate;Vias Anaeróbias
Issue Date: 2006
Abstract: O objectivo do presente estudo aborda o estudo da variação do cortisol e da testosterona salivar, e subsequentemente do rácio Testosterona/ Cortisol ao longo de 24 horas, e como resposta a um esforço anaeróbio – Teste de Wingate. Para tal, foram reunidos 12 nadadores do sexo masculino de nível competitivo nacional, com média de idades igual a 17,03±0,89 anos, com um volume de treino médio anual de 1450±70,71km e com 7,08±1,16 anos de competição. O protocolo adoptado incluiu a realização do teste de Wingate, que permitiu determinar a potência máxima, potência mínima e índice de fadiga. Foram recolhidas seis amostras de saliva em seis momentos diferentes: a primeira antes da aplicação do teste, a segunda 15min após o teste, a terceira e quarta, 1h30min e 2h30min após o teste, respectivamente, a quinta na manhã do dia seguinte e a sexta 24 horas após o teste. O tratamento estatístico dos dados compreendeu a análise descritiva (mínimos, máximos e desvios padrão), e o método estatístico não paramétrico (Wilcoxon Test) para comparar os seis momentos. Foi estabelecido um nível de significância de 0,05. Em relação ao cortisol, não foram verificados aumentos significativos na sua concentração. No entanto, do período antes do teste para os 15min após o teste, o valor de cortisol aumenta acentuadamente, diminuindo posteriormente até à 1h30min depois do teste. Da 1h30min após o teste, até à manhã do dia seguinte, dá-se novamente um aumento da sua concentração, diminuindo de seguida até ao período de 24horas após o teste, atingindo valores muito semelhantes aqueles encontrados no período inicial. Quanto aos níveis de testosterona, verificou-se um aumento significativo desde o período antes do teste, para o período de 15min após o teste (p=0,013). Dos 15min e das 2h30min após o teste, para com a manhã do dia seguinte, foram encontrados aumentos significativos na concentração de tstosterona, que de alguma forma indiciam uma elevação dos processos anabólicos. No que concerne ao rácio T/C, verificou-se uma pequena diminuição do seu valor entre o período antes do teste, para com os 15min após o teste. Dos 15min após o teste, até às 2h30 após o teste, há um aumento acentuado do rácio, que reflecte um fenómeno anabólico. A diminuição dos valores do rácio das 2h30min após o teste, até às 24horas depois do teste, são resultado das variáveis circadianas
URI: http://hdl.handle.net/10316/13196
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCDEF - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Rui Pedro Lima Pinho.pdf5.77 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record
Google ScholarTM
Check
Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.