Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/111566
Title: Music and Medicine: Music Therapy in Aphasia Rehabilitation
Other Titles: Música e Medicina: Musicoterapia na Reabilitação de Afasia
Authors: Bessa, Ana Carolina Telles de Simões
Orientador: Santana, Maria Isabel Jacinto
Keywords: afasia; acidente vascular cerebral; musicoterapia; reabilitação; terapia da fala; aphasia; stroke; music therapy; rehabilitation; language speech therapy
Issue Date: 12-Jun-2023
Serial title, monograph or event: Music and Medicine: Music Therapy in Aphasia Rehabilitation
Place of publication or event: Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra
Abstract: O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é um dos grandes problemas de saúde pública, tanto a nível mundial como em Portugal onde é a principal causa de morte. A afasia é uma das principais incapacidades pós-AVC, afetando a compreensão e expressão da linguagem. As unidades de AVC são a única maneira reconhecida de melhorar os resultados, havendo necessidade-de constante de intervenções pós-AVC tais como terapia de reperfusão, fármacos, estimulação cerebral não invasiva e abordagens comportamentais convencionais como terapia da fala. Atualmente, alternativas como a musicoterapia (MT) estão tendo destaque devido ao maior interesse por outras abordagens não farmacológicas e por uma medicina mais personalizada. A implementação de MT em doentes afásicos é desafiante, especialmente em Portugal onde o reconhecimento dos musicoterapeutas está em curso. Assim, esta revisão é necessária para abordar este tema atual. Música e linguagem estão relacionadas no cérebro e partilham alguns processos de aprendizagem, conexões cerebrais e métodos de processamento. A MT pode ajudar na aquisição e recuperação da linguagem quando as intervenções são direcionadas a um objetivo por um profissional treinado. Terapia de entoação melódica é a principal técnica para desenvolver a fluência verbal e a prosódia. O principal objetivo é dar suporte teórico à implementação da MT como terapia complementar à terapia da fala em doentes afásicos pós-AVC em Portugal. A revisão avaliará o impacto da MT na reabilitação de pacientes afásicos pós-AVC e explorará o papel da música na medicina, apresentando os seus efeitos terapêuticos e aplicações clínicas com base na evidência científica. Procura, ainda, discutir o papel dos profissionais formados em saúde e música em contextos clínicos, sintetizando as principais limitações e perspetivas futuras. Existem muitas limitações nos estudos de MT, sobretudo ausência de diretrizes, evidência de baixa qualidade, mecanismos pouco claros, curtos períodos de intervenção e baixa adesão. O desenvolvimento de terapias eficazes e protocolos clínicos requer mais e melhores estudos. É necessária cooperação interdisciplinar, avaliação dirigida e planeamento adequado do tratamento. Propõe-se um ensaio controlado randomizado usando MT para reabilitação de afasia não fluente em Portugal.
Stroke is a major public health concern both worldwide and in Portugal where it is the first cause of death. Aphasia is one of the major poststroke disabilities, affecting language comprehension and expression. Stroke unit care is the only established way to improve outcomes and there is a constant need for poststroke interventions such as reperfusion therapy, drugs, non-invasive brain stimulation and conventional behavioural approaches like speech and language therapy. Nowadays, alternatives as music therapy (MT) are gaining popularity due to an increased interest in other non-pharmacological approaches and a more personalised medicine. Implementing MT for aphasic patients is challenging, namely in Portugal where recognition of music therapists is currently in progress. Thereby, this review is necessary to address this current issue. Music and language are linked in the brain and share some learning processes, cerebral connections and processing methods. MT may aid language acquisition and recovery when interventions are goal-directed by a trained professional. Melodic intonation therapy is the main technique for developing verbal fluency and prosody. The main goal is to provide theoretical support for MT implementation as an add-on therapy to speech and language therapy in poststroke aphasic patients in Portugal. The review will evaluate the impact of MT in the rehabilitation of poststroke aphasic patients and explore the role of music in medicine by presenting its therapeutic effects and clinical applications based on scientific evidence. It also seeks to discuss the role of professionals trained in health and music in clinical contexts, summarizing the main limitations and future perspectives. There are many limitations in MT studies, namely guidelines absence, poor quality evidence, unclear mechanisms, short-term intervention periods and low adherence. The development of effective therapies and clinical protocols requires more and better research. Targeted assessment, interdisciplinary collaboration, and treatment planning are needed. A randomised controlled trial using MT for non-fluent aphasia rehabilitation in Portugal is proposed.
Description: Trabalho Final do Mestrado Integrado em Medicina apresentado à Faculdade de Medicina
URI: https://hdl.handle.net/10316/111566
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Show full item record

Page view(s)

66
checked on May 29, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons