Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/110345
Title: Estimativa da idade à morte em duas coleções esqueléticas identificadas Portuguesas: paradigma das suturas cranianas e palatinas
Other Titles: Estimation of age at death in two identified Portuguese skeletal collections: the paradigm of cranial and palatal sutures
Authors: Custódio, Ângela Damas
Orientador: Curate, José Francisco Taborda
Wasterlain, Rosa Sofia da Conceição Neto
Keywords: Antropologia forense; Suturas cranianas; Suturas palatinas; Estimativa da idade à morte; Fórmulas de regressão; Forensic anthropology; Cranial sutures; Palatal sutures; Estimation of age at death; Regression formulas
Issue Date: 12-Sep-2023
Serial title, monograph or event: Estimativa da idade à morte em duas coleções esqueléticas identificadas Portuguesas: paradigma das suturas cranianas e palatinas
Place of publication or event: Universidade de Coimbra
Abstract: Age estimation in adults is a complex process with problems regarding the accuracy, as it is based on evidence of bone degeneration and remodelling that are highly variable. As age increases, the level of uncertainty associated with age also increases and, therefore, the age ranges associated with age estimates for middle-aged and older adults.One of the most contested methods for estimating age at death is based on suture obliteration. Although this indicator has given rise to several publications, all have shown problems with precision and accuracy, since this method gives wide age ranges, whose accuracy regresses with increasing age of individuals.The aim of this study was to analyse the obliteration process of anterior lateral sutures and palatal sutures and its accuracy regarding age of death estimation. In all, 392 skulls from two identified osteological collections were analysed: Coleção das Trocas Internacionais and Colecção de Esqueletos Identificados Século XXI, belonging to the Department of Life Sciences of the University of Coimbra.The obliteration progress was shown to be different between females and males: the obliteration process started and ended earlier in males, being this process longer in females.The results of this study indicate that there is a relationship between age and the degree of obliteration of sutures, althought not perfectly linear, as there is great variability between individuals and sutures. The accuracy of the analysed methods proved to be low, as a small percentage of correct age-at-death estimates were obtained, especially after the age of 50 years.Two formulas were developed, to estimate age at death, one for each sex, being particularly recommended for older individuals.The low success of estimating age at death and the long age intervals obtained lead to the recommendation not to use these formulas alone in estimating this importante parameter. Whenever possible, other regions in the human skeleton should be analysed for a more reliable age-at-death estimate.
A estimativa da idade em adultos é um processo complexo e com problemas no que concerne a fiabilidade, pois é baseado nas evidências de degeneração e remodelação óssea que são altamente variáveis. Com o aumento da idade o nível de incerteza associado à estimativa d idade também aumenta e, por conseguinte, também as faixas etárias associadas às estimativas de idade para adultos de meia-idade e idosos.Um dos métodos mais contestados no que toca à estimativa da idade à morte é baseado nos graus de obliteração das suturas cranianas. Embora este indicador tenha originado várias publicações, todas demonstram problemas no que concerne à fiabilidade, uma vez que este método apresenta amplos intervalos etários, cuja fiabilidade regride com o aumento da idade dos indivíduos.O objetivo deste estudo foi analisar o processo de obliteração das suturas laterais anteriores e palatinas testar a sua fiabilidade no que respeita à estimativa da idade à morte. Foram analisados 392 crânios provenientes de duas coleções osteológicas identificadas: a Coleção das Trocas Internacionais e a Colecção de Esqueletos Identificados Século XXI, pertencentes ao Departamento de Ciências da Vida da Universidade de Coimbra.O progresso de obliteração mostrou ser diferente entre os dois sexos, na medida em que o sexo masculino mostrou iniciar e concluir o processo de obliteração mais cedo além de que o sexo feminino apresentou um processo de obliteração marcadamente mais longo.Os resultados deste estudo, indicam que existe uma relação entre o aumento de idade e o grau de obliteração das suturas, no entanto esta não é uma relação perfeitamente linear, pois existe grande variabilidade entre os indivíduos e as suturas. A fiabilidade dos métodos analisados mostrou ser baixa, tendo-se obtido uma percentagem reduzida de estimativas da idade à morte corretas, especialmente em idades superiores a 50 anos.Foram desenvolvidas duas fórmulas para estimar a idade à morte, uma para cada sexo, sendo o seu uso recomendado para indivíduos mais velhos.O baixo sucesso de estimativas da idade à morte e a obtenção de intervalos etários longos levam a que não se recomende o seu uso isolado na estimativa da idade à morte. Sempre que possível devem ser analisadas outras regiões no esqueleto humano para uma estimativa da idade à morte mais fiável.
Description: Dissertação de Mestrado em Antropologia Forense apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: https://hdl.handle.net/10316/110345
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
Show full item record

Page view(s)

39
checked on May 22, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons