Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/110269
Title: Identidade e Atmosferas. Projeto do Museu do Mosteiro de Santa Cruz
Other Titles: Identity and Atmospheres. Project of the Museum of the Monastery of Santa Cruz
Authors: Góis, Miguel Machado
Orientador: Ribeiro, João de Lima Mendes
Lobo, Rui Pedro Mexia
Keywords: Reabilitação; Património; Coimbra; Mosteiro de Santa Cruz; Museu; Rehabilitation; Heritage; Coimbra; Monastery of Santa Cruz; Museum
Issue Date: 27-Sep-2023
Serial title, monograph or event: Identidade e Atmosferas. Projeto do Museu do Mosteiro de Santa Cruz
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: O Mosteiro de Santa Cruz foi uma das principais casas religiosas do país em formação, e de Coimbra, então, sua capital. D. Afonso Henriques, primeiro Rei de Portugal, patrocinou a sua fundação. D. Manuel ordenou a sua reconstrução parcial e fez levantar novos túmulos para os dois primeiros reis portugueses. D. João III mandou construir novos claustros, um dos quais com a Fonte da Manga, fazendo de Santa Cruz o primeiro mosteiro renascentista português. Em 1834, a extinção das ordens religiosas significou a perda de parte significativa do património arquitetónico deste complexo, deixando as estruturas que permaneceram fragmentadas. A reabilitação da Praça 8 de Maio, pelo arquiteto Fernando Távora em 1997, devolveu dignidade à Igreja, classificada desde 2003 como Panteão Nacional. No entanto, o Mosteiro, parte integrante da área classificadada “Universidade de Coimbra, Alta e Sofia”, património mundial pela UNESCO desde 2013, aguarda, deteriorado, a atribuição do mesmo valor. O Projeto para o Mosteiro e sua zona envolvente pretende a sua reabilitação e valorização, através da instalação de um novo museu. A intervenção tem como objetivos principais: a aglutinação visual e material das dependências dispersas do antigo Mosteiro; a recontextualização da Fonte da Manga; e, a reunião e exposição do espólio que pertencia à instituição. Assim, o projeto explora a identidade do edifício, como símbolo material da estratificação histórica da cultura arquitetónica portuguesa, informando a proposta na criação de uma atmosfera - uma qualidade espacial e sensorial, singular e específica - útil na construção e demarcação de um núcleo de desenvolvimento social e cultural.
The Monastery of Santa Cruz was one of the main religious houses in the upcoming country in formation, and in Coimbra, then, its capital. D. Afonso Henriques, the first King of Portugal, sponsored its foundation. D. Manuel ordered its partial reconstruction and had new tombs built for the first two Portuguese kings. D. João III had new cloisters built, one of which containing Fonte da Manga, making Santa Cruz the first Portuguese Renaissance monastery. In 1834, the extinction of the religious orders meant the loss of a significant part of the architectural heritage of the building, leaving the structures that remained fragmented. The rehabilitation of Praça 8 de Maio, by architect Fernando Távora in 1997, restored dignity to the Church, classified since 2003 as a National Pantheon. However, the Monastery, an integral part of the classified area of the “University of Coimbra, Alta and Sofia”, a UNESCO World Heritage Site since 2013, awaits, deteriorated, the allocation of the same value. The project for the Monastery and its surrounding area aims its rehabilitation, through the installation of a new museum. The intervention has as main goals: the visual and material agglutination of the scattered buildings of the former Monastery, the recontextualization of Fonte da Manga and the exhibition of the art collection that belonged to the institution. Thus, the project explores the identity of the building, as a material symbol of the historical stratification of Portuguese architectural culture, informing the proposal in the creation of an atmosphere - a spatial and sensorial quality, singular and specific - useful in the construction and demarcation of a centre of social and cultural development.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: https://hdl.handle.net/10316/110269
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat
Dissertação_MiguelGóis.pdf135.3 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

22
checked on Feb 28, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons