Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/110070
Title: A criança que sou, a família e a sociedade que tenho. O/a gestor/a de casos e a intervenção numa Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de território de baixa densidade
Other Titles: The child I am, the family and society I have. The case manager and intervention in a Commission for the Protection of Children and Young People in a low-density territory
Authors: Magalhães, Arminda Alexandra Miranda
Orientador: Vieira, Cristina Maria Coimbra
Keywords: Case manager; family and parenting; Child and Youth Protection Commission; ethics and child and youth protection; low-density territories; Gestor/a de casos; família e parentalidade; Comissão de Proteção de Crianças e Jovens; ética e proteção da infância e juventude; territórios de baixa densidade
Issue Date: 28-Sep-2023
Serial title, monograph or event: A criança que sou, a família e a sociedade que tenho. O/a gestor/a de casos e a intervenção numa Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de território de baixa densidade
Place of publication or event: Uma Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de um território de baixa densidade.
Abstract: Carried out as part of the Master's programme in Social Education, Development and Social Dynamics at the Faculty of Psychology and Educational Sciences of the University of Coimbra, this dissertation was developed in order to understand the management and monitoring of child and youth promotion and protection processes and the actions of technical case managers, knowing that they are influenced by internal and external factors in their intervention.Initially, a number of questions were defined to guide the study and to which we sought answers throughout, relating to the case manager's actions, the formal knowledge and personal skills relevant to their work, the difficulties they encounter during their intervention and the strategies they use to make fathers and mothers more competent and able to face the challenges of parenthood.Contextualised in a Commission for the Protection of Children and Young People in a low-density area of the Central Region of Portugal, the information for this study was gathered essentially by analysing two promotion and protection cases and interviewing a technical case manager in the protection commission, who is also its president. Analysing the information gathered allowed us to learn about the work carried out by the case managers in relation to their roles in the protection committee, as well as the difficulties they encounter during their intervention; we also learned to what extent these difficulties affect the promotion of an effective and preventive intervention in relation to the problems they face.In the field of children and youth in the context of the protection commission, case managers appear to be central figures in contact with children and young people and their families. In order to bring about a positive change in these families and promote social change, it is essential that the public policies available are revisited and that the way in which families access them is reassessed. In this sense, public policies must be adapted to the reality of this basic social group in society, but also to the reality of their territory, especially when we are talking about low-density territories.The main conclusions of the study, resulting from the triangulation of information and our interpretation, will not allow us to make generalisations, but we believe that they open up room for some reflection on the research topic presented, leaving possible suggestions for improving practices and the responses available.
Realizada no âmbito do Mestrado em Educação Social, Desenvolvimento e Dinâmicas Locais, da Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra, esta dissertação foi desenvolvida no sentido de compreender a gestão, o acompanhamento dos processos de promoção e proteção de crianças e jovens e a ação dos/as técnicos/as gestores/as de casos, sabendo que são influenciados/as por fatores internos e por fatores externos na sua intervenção.Inicialmente foram definidas algumas questões que permitiram orientar o estudo e para as quais procurámos respostas ao longo do mesmo, relacionadas com a ação do/a gestor/a de casos, com os conhecimentos formais e competências pessoais relevantes para a sua ação, com as dificuldades que encontram no decurso da intervenção e com as estratégias a que recorrem para tornar os pais e as mães mais competentes e capazes de enfrentar os desafios da parentalidade.Contextualizado numa Comissão de Proteção de Crianças e Jovens ínsita num território de baixa densidade da Região Centro de Portugal, as informações para o presente estudo foram recolhidas essencialmente através da análise de dois processos de promoção e proteção e de uma entrevista a um/a técnico/a gestor/a de casos na comissão de proteção, simultaneamente seu/sua presidente. A análise da informação recolhida permitiu-nos conhecer a ação desenvolvida pelos/as gestores/as de casos face às funções que desempenham na comissão de proteção, assim como as dificuldades com que se deparam ao longo da intervenção; ficamos também a conhecer em que medida estas dificuldades condicionam a promoção de uma intervenção eficaz e preventiva face às problemáticas que se lhes apresentam.No campo da infância e juventude em contexto da comissão de proteção, os/as gestores/as de casos aparecem como figuras centrais no contacto com as crianças e jovens e suas famílias. Em prol de uma mudança positiva destas e que promova a mudança social, mostra-se fundamental que as políticas públicas disponíveis sejam revisitadas e que seja reavaliada a forma de acesso às mesmas por parte das famílias. Neste sentido, as políticas públicas devem adequar-se à realidade deste grupo social de base da sociedade, mas igualmente à realidade do seu território, principalmente quando falamos de territórios de baixa densidade. As principais conclusões do estudo, resultantes da triangulação da informação e da nossa interpretação, não permitirão proceder a generalizações, porém consideramos que abrem espaço a alguma reflexão sobre o tema de investigação apresentado, deixando eventuais sugestões para a melhoria das práticas e das respostas disponíveis.
Description: Dissertação de Mestrado em Educação Social, Desenvolvimento e Dinâmicas Locais apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação
URI: https://hdl.handle.net/10316/110070
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
Show full item record

Page view(s)

9
checked on Apr 17, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons