Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/107922
Title: Porta para a Paisagem - O Centro de Serviços Turísticos como catalisador na descoberta do Baixo Mondego
Other Titles: Gateway to the Landscape - The Tourist Services Center as a catalyst in the discovery of Baixo Mondego
Authors: Ferreira, Márcio Baptista
Orientador: Cardielos, João Paulo Vergueiro Monteiro de Sá
Keywords: Turismo; Centro de serviços turísticos; Paisagem; Baixo Mondego; Montemor-o-Velho; Tourism; Tourist Service Center; Landscape; Lower Mondego; Montemor-o-Velho
Issue Date: 29-Mar-2023
Serial title, monograph or event: Porta para a Paisagem - O Centro de Serviços Turísticos como catalisador na descoberta do Baixo Mondego
Place of publication or event: Universidade de Coimbra
Abstract: Between Coimbra and Figueira da Foz, the Baixo Mondego region is privileged for its high cultural, historical, landscape, sports, social, agricultural, among others. Such is the richness of its heritage and natural spaces, that there is enormous tourist potential. However, today there is a partly stagnant territory that is fragile in several dimensions, which make it less appealing.Considering that the village of Montemor-o-velho is a key part of the Baixo Mondego region in terms of both destination and tourist promotion generator, it does not provide an answer to a possible tourist demand. It only serves as a tourist information point, which is outdated in view of a possible development of activity in the region.This work aims to understand how a tourist service center located in Montemor-o-Velho can be a driving factor in the dynamics of demand for one or more tourist destinations in the region, in this case, the promotion of the comprehensive Lower Mondego.The present dissertation arises within the discipline of Atelier de Projeto II, following the theme O Baixo Mondego -Territory and Landscape, where a detailed investigation into the dynamics of the territory of the Baixo Mondego in the current panorama was proposed for the D class.Following this, the various revitalization strategies of this territory are delimited by the class, which culminated in the development of skills related to information gathering, architectural planning and a theoretical support that served as the basis for the project exercise.The joint proposal made by the group for the territory - Global Strategy, was the response applied to Baixo Mondego based on the sustainable development objectives outlined by the UN for the 2030 Agenda. of life and highlight the attributes present in the region through the creation of new synergies and a network of places proposed by each member of the class.
Compreendida entre Coimbra e Figueira da Foz, a região do Baixo Mondego é privilegiada pelo seu alto valor cultural, histórico, paisagístico, desportivo, social, agrícola, entre outros. Tal é a riqueza dos seu património e espaços naturais, que se verifica um enorme potencial turístico. No entanto, hoje observa-se um território em parte estagnado que se apresenta frágil em várias dimensões, o que o tornam menos apelativo.No entender que a vila de Montemor-o-velho é uma peça chave da região do Baixo Mondego no que se refere tanto a destino como gerador de promoção turística, esta não apresenta resposta a uma possível procura turística. Serve-se apenas de um posto de informação turística, ao qual se encontra desatualizado face a um possível desenvolvimento da atividade na região. O presente trabalho tem por objetivo entender de que forma é que um centro de serviços turísticos localizado em Montemor-o-Velho, pode ser um fator impulsionador na dinâmica da procura de um ou vários destinos turísticos da região, neste caso, a promoção do abrangente Baixo Mondego. A presente dissertação surge no âmbito da disciplina de Atelier de Projeto II, na sequência do tema O Baixo Mondego -Território e Paisagem, onde foi proposto para a turma D, uma investigação minuciosa sob as dinâmicas do território do Baixo Mondego no panorama atual.No seu seguimento delimitam-se pela turma, as várias estratégias de revitalização deste território que culminaram num desenvolvimento de competências alusivas ao levantamento de informação, planeamento arquitetónico e a um suporte teórico que serviu de base ao exercício de projeto.A proposta conjunta realizada pela turma para o território - Estratégia Global, foi a resposta aplicada ao Baixo Mondego com base nos objetivos do desenvolvimento sustentável traçadas pela ONU para a Agenda 2030. O propósito é a ativação do território, pretende-se arquitetar atratividade, qualidade de vida e destacar os atributos presentes na região através da criação de novas sinergias e uma rede de lugares propostos por cada elemento da turma.
Description: Dissertação de Mestrado Integrado em Arquitetura apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia
URI: https://hdl.handle.net/10316/107922
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado

Files in This Item:
File SizeFormat
DISSERTAÇÃO Márcio Ferreira.pdf47.87 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

23
checked on Apr 17, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons