Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/107897
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorWasterlain, Rosa Sofia da Conceição Neto-
dc.contributor.authorFerreira, Ana Luzia Pinheiro-
dc.date.accessioned2023-08-02T22:02:59Z-
dc.date.available2023-08-02T22:02:59Z-
dc.date.issued2023-02-24-
dc.date.submitted2023-08-02-
dc.identifier.urihttps://hdl.handle.net/10316/107897-
dc.descriptionDissertação de Mestrado em Antropologia Forense apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia-
dc.description.abstractA antropologia forense é caracterizada por ser a aplicação de conhecimentos e metodologias antropológicas e arqueológicas em situações e questões médico-legais. Situações tais como homicídios, suicídios, acidentes de viação, desastres naturais, crimes de guerra, etc., necessitam de identificação da(s) vítima(s). Esta identificação é possível a partir da aplicação de conhecimentos antropológicos e obtenção de dados antropométricos, Recuperação e identificação de fragmentos ósseos, diferenciação entre restos mortais humanos e não humanos e reconhecimento de partes do corpo, corresponde ao trabalho executado por antropólogos forenses, a fim de se “construir” um perfil biológico.Este perfil é constituído por quatro parâmetros, sexo, idade, afinidade populacional e estatura. Em contextos práticos, tais como desastres naturais ou conflitos armados, a estimativa de estatura engloba um intervalo de valores onde vários indivíduos podem ou não ser incluídos, desempenhando assim, o papel de fator de exclusão entre uma lista de indivíduos.Métodos tais como o de Mendonça podem-se denominar de métodos matemáticos, em que consistem, de um modo geral, na medição de ossos longos e posteriormente essa medição ser aplicada numa equação de regressão. Contudo, este tipo de metodologia é influenciado pelos restantes parâmetros do perfil biológico. O método anatómico, ou de Fully, apesar de ser moroso e requerer uma boa conservação do esqueleto, apresenta uma estimativa de estatura mais próxima da real, visto que consiste na medição da estatura do esqueleto.O método de Cavalcanti, ou método modificado de Carrea, baseia-se na medição de elementos dentários (incisivo central, incisivo lateral e canino), posteriormente aplicados numa fórmula. Métodos de identificação post-mortem que envolvam os tecidos dentários, têm vindo a ser cada vez mais alvos de estudo, devido à sua grande resistência face à decomposição e à ação do fogo.Surge assim o objetivo deste trabalho. Averiguar se o método de Fully, Mendonça e Cavalcanti, apresentam concordância entre si numa amostra populacional portuguesa e posteriormente analisar a aplicabilidade da fórmula proposta por Cavalcanti à população portuguesa. Para este estudo foram analisados 57 indivíduos, 48 da Coleção de Esqueletos Identificados da Universidade de Coimbra (CEIUC) e 9 da Colecção de Esqueletos Identificados Século XXI (CEI/XXI). Para o método de Fully, realizou-se a medição da altura do esqueleto, isto é, o somatório da altura do crânio, alturas dos corpos das vértebras, comprimento fisiológico do fémur, comprimento da tíbia e da altura da articulação do talus com o calcâneo. Para o método de Mendonça, foram medidos o comprimento máximo do úmero direito, comprimento máximo e fisiológico do fémur direito. Para o método de Cavalcanti, foram realizadas medições em dentes (incisivo central, incisivo lateral e canino) usando um compasso de ponta seca e uma régua milimetrada a fim de se obter o arco e a corda.A estatura média obtida pelo método de Cavalcanti demonstrou ser significativamente diferente da obtida a partir dos métodos de Fully e de Mendonça. Estes últimos demonstraram ter concordância entre si na amostra do sexo masculino. Conclui-se que o método dentário/Cavalcanti não demonstrou ter aplicabilidade na população portuguesa.por
dc.description.abstractForensic anthropology is characterized by the application of anthropological and archaeological knowledge and methodologies in medical-legal situations and issues.Situations such as homicides, suicides, traffic accidents, natural disasters, war crimes, etc., require identification of the victim(s). This identification is possible from the application of anthropological knowledge and the obtainment of anthropometric data.Recovery and identification of bone fragments, differentiation between human and non-human remains and recognition of body parts, correspond to the work carried out by forensic anthropologists in order to “construct” a biological profile.This profile consists of four parameters, sex, age, population affinity and stature.In practical contexts, such as natural disasters or armed conflicts, the stature estimation encompasses a range of values where several individuals may or may not be included, thus playing the role of an exclusion factor among a list of individuals.Methods such as Mendonça's can be called mathematical methods, which generally consist of measuring long bones and subsequently applying this measurement to a regression equation. However, this type of methodology is influenced by the remaining parameters of the biological profile. The anatomical method, or Fully's method, despite being time-consuming and requiring good conservation of the skeleton, presents a height estimate closer to the real one, since it consists of the measurement of the skeleton’s stature.Cavalcanti's method, or modified Carrea's method, is based on the measurement of dental elements (central incisor, lateral incisor and canine), subsequently applied in a formula. Post-mortem identification methods involving dental tissues have been increasingly studied, due to their great resistance to decomposition and the action of fire.Thus arises the objective of this work. To find out whether the method by Fully, Mendonça and Cavalcanti agrees with each other in a Portuguese population sample and then analyze the applicability of the formula proposed by Cavalcanti to the Portuguese population.For this study, 57 individuals were analyzed, 48 from the Collection of Identified Skeletons of the University of Coimbra (CEIUC) and 9 from the Collection of Identified Skeletons of the 21st Century (CEI/XXI). For Fully's method, the height of the skeleton was measured, that is, the sum of the height of the skull, height of the bodies of the vertebrae, physiological length of the femur, length of the tibia and the height of the articulation of the talus with the calcaneus . For the Mendonça’s method, the maximum length of the right humerus, maximum and physiological length of the right femur were measured. For the Cavalcanti’s method, measurements of teeth (central incisor, lateral incisor and canine) were performed using a dry-point compass and a millimeter ruler in order to obtain the arch and the chord.The mean height obtained using the Cavalcanti’s method proved to be significantly different from that obtained using the Fully’s and Mendonça’s methods. The latter demonstrated agreement among themselves in the male sample. It is concluded that the dental/Cavalcanti’s method did not prove to be applicable in the Portuguese population.eng
dc.language.isopor-
dc.rightsopenAccess-
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/-
dc.subjectAntropologia Forensepor
dc.subjectPerfil Biológicopor
dc.subjectEstaturapor
dc.subjectMétodo Anatómicopor
dc.subjectMétodo de Cavalvantipor
dc.subjectForensic Anthropologyeng
dc.subjectBiological Profileeng
dc.subjectStatureeng
dc.subjectAnatomical Methodeng
dc.subjectCavalcanti’s methodeng
dc.titleEstimativa de Estatura usando a Dentição na População Portuguesa: Análise Comparativa entre os Métodos Anatómico, Matemático e Dentário.por
dc.title.alternativeHeight Estimation Using Dentition in a Portuguese Population: Comparative Analysis Between the Anatomical, Mathematical and Dental Methods.eng
dc.typemasterThesis-
degois.publication.locationCoimbra-
degois.publication.titleEstimativa de Estatura usando a Dentição na População Portuguesa: Análise Comparativa entre os Métodos Anatómico, Matemático e Dentário.por
dc.peerreviewedyes-
dc.identifier.tid203337557-
thesis.degree.disciplineAntropologia Forense-
thesis.degree.grantorUniversidade de Coimbra-
thesis.degree.level1-
thesis.degree.nameMestrado em Antropologia Forense-
uc.degree.grantorUnitFaculdade de Ciências e Tecnologia - Departamento de Ciências da Vida-
uc.degree.grantorID0500-
uc.contributor.authorFerreira, Ana Luzia Pinheiro::0000-0002-5448-0949-
uc.degree.classification12-
uc.degree.presidentejuriUmbelino, Cláudia Isabel Soares-
uc.degree.elementojuriCurate, José Francisco Taborda-
uc.degree.elementojuriWasterlain, Rosa Sofia da Conceição Neto-
uc.contributor.advisorWasterlain, Rosa Sofia da Conceição Neto::0000-0003-2913-3037-
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1pt-
item.openairetypemasterThesis-
item.openairecristypehttp://purl.org/coar/resource_type/c_18cf-
item.cerifentitytypePublications-
Appears in Collections:UC - Dissertações de Mestrado
Files in This Item:
Show simple item record

Page view(s)

34
checked on Jun 19, 2024

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons