Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/10533
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorFerreira, José Pedro Leitão-
dc.contributor.advisorGaspar, Pedro Miguel Pereira-
dc.contributor.authorRocha, Joel Borges Pinto Ferreira da-
dc.date.accessioned2009-07-07T13:54:48Z-
dc.date.available2009-07-07T13:54:48Z-
dc.date.issued2007-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/10533-
dc.description.abstractO objectivo da presente dissertação era descrever e caracterizar psicologicamente os atletas praticantes de modalidades individuais assim como verificar se existiam relações e diferenças entre as suas variáveis psicológicas e também algumas variáveis independentes como a idade, sexo, anos de experiência, modalidade que pratica, número de sessões semanais de treino e tempo de treino. A amostra deste estudo foi composta por 103 atletas (79 do sexo masculino e 24 do sexo feminino) de modalidades individuais (orientação, atletismo, canoagem e karaté), aos quais foram aplicados as versões portuguesas dos instrumentos, ACSI-28, TEOSQ, SAS e CSAI-2 de modo a avaliar as habilidades psicológicas, a orientação para os objectivos, o nível do traço de ansiedade competitiva e o nível de estado de ansiedade competitiva. Os resultados deste estudo mostram-nos que as habilidades psicológicas com os valores mais elevados são a concentração e a confiança e motivação para a realização enquanto a treinabilidade, o rendimento máximo sobre pressão e a ausência de preocupações obtiveram os valores mais baixos. Os atletas evidenciaram uma maior orientação para a tarefa do que para o ego. Em relação ao traço e estado de ansiedade ambos se revelaram com valores baixos a moderados. Também foram encontradas algumas correlações entre as variáveis psicológicas assim como entre estas e as variáveis independentes como a idade, anos de experiência, número de sessões semanais de treino e tempo de treino. Entre estas destaca-se o facto da orientação para os objectivos se correlacionar unicamente com as habilidades psicológicas nomeadamente a tarefa com a formulação de objectivos e preparação mental. As maiores correlações verificaram-se ao nível do traço e estado de ansiedade e que no que às variáveis independentes diz respeito a idade é a que mais correlações obteve. Em relação às diferenças entre variáveis a orientação para os objectivos tornou a ser a única variável que não registou quaisquer diferenças significativas com as restantes. A idade foi a variável independente que tornou a registar mais diferenças significativas com as variáveis psicológicas em especial com o traço de ansiedade.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.rightsopenAccesseng
dc.subjectPsicologia do desportoen_US
dc.subjectHabilidades psicológicasen_US
dc.subjectDiferenças individuaisen_US
dc.subjectAnsiedade competitivaen_US
dc.titleHabilidades Psicológicas, Orientação para os Objectivos e Traço e Estado de Ansiedade Competitiva em Atletas de Modalidades Individuaisen_US
dc.typebachelorThesisen_US
item.fulltextCom Texto completo-
item.grantfulltextopen-
item.languageiso639-1pt-
Appears in Collections:FCDEF - Vários
Show simple item record

Page view(s)

198
checked on Aug 20, 2019

Download(s) 50

307
checked on Aug 20, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.