Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/98751
Title: Análise das percepções e comportamento dos trabalhadores em função da responsabilidade social empresarial: um estudo com funcionários de back office
Authors: Gaudêncio, Pedro Miguel Duarte
Orientador: Coelho, Arnaldo Fernandes de Matos
Ribeiro, Neuza
Keywords: Corporate social responsibility (CSR); Workers; Social exchange; Trust; Innovative behaviour; Performance
Issue Date: 13-Jul-2021
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Corporate Social Responsibility (CSR) is now a topic of discussion in companies and universities, having gained particular attention at the start of the 21st century, when science evolved to consider relational aspects of phenomena as well as the physical and mechanical ones. This study falls within this scope, seeking to probe deeper into business context dynamics and to explore the influence of organisational policies and strategies on workers’ behaviours and attitudes. It has three objectives, the first being to contribute to a better understanding of the CSR concept in its various aspects by charting the historical evolution of company strategy and academic discussion, analysing how existing studies have progressed from company macro level performance logic to individual micro level analysis, and addressing the importance and measurable effect of workers’ behaviour and responses. The second objective is to investigate how CSR has a direct influence not only on workers’ performance, but also on their attitudes, innovative behaviour, job satisfaction, and turnover intentions. To obtain this improved understanding, the effects of mediating variables in the form of social exchange mechanisms (trust, supervisor relationship, affective commitment, and happiness) on these relationships are explored. The third objective focuses on business communication and organisation image construction and workers’ perceptions of the organisations to which they belong. Thus, the moderating effect of the perceived external prestige is analysed. The study seeks to contribute towards a better understanding of how workers identify with the social responsibility policies and initiatives of companies on the basis of both the direct effects of those policies and actions, and the image they portray. The relationships in focus were articulated and tested through four conceptual and complementary models that have each been published in separate articles. To systematise reality and test the research hypotheses, two databases were collected through the use of two questionnaires administered to research samples in Portugal. The sample reported in the first article consisted of 223 workers, while the samples reported in the remaining three articles were comprised of 315 workers. Structural equation modelling was used as the statistical tool as this allows one to prove the theoretical-subjective knowledge about relationships present in advance in established models and to guarantee data explanation in a meaningful and parsimonious way. The results showed that employees value the ethical component and social responsibility practices, and that statistical evidence exists of their positive influence on innovative behaviour, performance, job satisfaction, and turnover intention. Additionally, in respect of the social exchange mechanisms, it appears that workers with higher trust levels develop greater affective commitment, enjoy greater satisfaction at work and have less desire to leave; affective commitment and happiness are revealed as mediating variables in the relationship between CSR influence and innovative behaviour, and supervisor relationship mediates the influence of CSR on turnover intentions; perceived external prestige moderates some of the research hypotheses since when organisations have a poor image, workers responses to CSR seem to be more significant both in terms of mediating variables (trust and relationship with the supervisor) and dependent variables (innovative behaviour and turnover intentions). This study enriches the existing knowledge about social exchange relationships in organisational contexts, and responds to the need to understand underlying mechanisms linking CSR with workers’ organisational outcomes, by analysing CSR practices from a holistic stakeholder perspective. Empirical evidence suggests that managers should implement CSR practices in a strategic way, as they can foster business gains through their positive effects on individual work behaviour, and their simultaneous ongoing control over the company’s image construction and external prestige. There are several limitations of the present investigation as follows: the independent and dependent variables were collected from the same source; the work is based entirely on perceptions; and since it is a cross-sectional study, it is not possible to draw conclusions on cause-effect relationships, but rather remains at the level of measures of association between factors and assigned conditions.
A Responsabilidade Social Empresarial (RSE) é hoje um tema de discussão nas empresas e universidades, tendo ganho uma particular atenção no início do século XXI e à medida que a ciência foi evoluindo do estudo dos fenómenos físicos e mecânicos para o estudo dos aspectos relacionais. Este estudo insere-se neste âmbito, e procura aprofundar um pouco mais quais as dinâmicas em contexto empresarial do fenómeno e da influência que as políticas e estratégias organizacionais poderão ter ao nível dos comportamentos e atitudes dos trabalhadores. Têm três objectivos, o primeiro, contribuir para um melhor entendimento do conceito de RSE nas suas várias vertentes, analisando a evolução histórica ao nível da estratégia seguida pelas empresas e da discussão académica, analisando de que forma os estudos existentes evoluíram de uma lógica macro, de performance da empresa, para uma análise micro, de comportamento individual, abordando a importância e o efeito mensurável das respostas dos trabalhadores. O segundo objectivo, investigar como e de que forma a RSE influência de forma directa, não só, a performance dos trabalhadores, mas também as suas atitudes: comportamento inovador, satisfação com o trabalho e desejo de saída. Sendo que para uma melhor compreensão dos efeitos são explorados, através de variáveis mediadoras, mecanismos de troca social que podem influenciar estas relações, nomeadamente a confiança, a relação com o supervisor, o comprometimento afectivo e a felicidade. O terceiro objectivo foca-se na comunicação empresarial e na construção da imagem da organização e da percepção que os trabalhadores têm das organizações onde se inserem. É assim analisado o efeito moderador do prestígio externo percebido. O estudo pretende contribuir para uma melhor compreensão sobre a forma com os trabalhadores se identificam com as políticas e iniciativas das empresas no âmbito da sua responsabilidade social na base simultânea dos efeitos directos dessas políticas e acções e da imagem que eles próprios constroem. As relações estudadas foram construídas e testadas através de quatro modelos conceptuais que se complementam e que correspondem aos quatro artigos produzidos e publicados. Para a sistematização da realidade e testagem das hipóteses de investigação foram recolhidos duas bases de dados através de dois questionários de resposta fechada aplicados em Portugal. No primeiro artigo a amostra foi composta por respostas de 223 trabalhadores. Nos restantes três artigos a amostra foi composta por respostas de 315 trabalhadores. A principal ferramenta estatística utilizada foi o modelo de equações estrutural por permitir comprovar os conhecimentos teórico-subjectivos sobre as relações presentes nos modelos estabelecidos antecipadamente e garantir a explicação dos dados de forma significativa e parcimoniosa. Os resultados obtidos são que os trabalhadores valorizam a ética das empresas e as suas práticas de RSE, sendo encontrada evidência estatística da sua influência positiva no comportamento inovador, na performance e na satisfação com o trabalho e na redução do desejo de saída; em relação às componentes dos mecanismos de trocas sociais, verifica-se que os trabalhadores com um maior nível de confiança desenvolvem um maior comprometimento com a organização, desfrutam de uma maior satisfação com o trabalho e tem menor desejo de saída; o comprometimento organizacional e a felicidade revelam ser variáveis mediadoras na influência da RSE no comportamento inovador e a relação com o supervisor medeia a influência da RSE no desejo de saída; a variável prestígio externo percebido modera algumas das hipóteses de investigação: na situação em que a organização apresenta uma pior imagem as reacções dos trabalhadores à RSE são geralmente mais significativas tanto ao nível das variáveis mediadoras (confiança e relação com o supervisor) como ao nível das variáveis dependentes (comportamento inovador e desejo de saída). Este estudo contribui para enriquecer o conhecimento existente sobre as relações de troca social em contextos organizacionais e responde à necessidade de compreender melhor os mecanismos subjacentes que ligam a RSE com resultados organizacionais dos trabalhadores, analisando as práticas de RSE numa perspectiva holística de todas as partes interessadas. A evidência empírica sugere que os gestores implementem práticas de RSE de forma estratégica, pois podem contribuir para fomentar os ganhos empresariais através de efeitos positivos no comportamento individual nos trabalhadores, não descurando o controlo da construção da imagem organizacional e do prestígio externo da empresa. As principais limitações da presente investigação são que as variáveis dependentes e independentes foram recolhidas através da mesma fonte; o trabalho foi baseado em percepções; e sendo o estudo de natureza transversal não é possível obter conclusões de relações de causa-efeito, mas apenas medidas de associação entre o factor e a condição atribuída.
Description: Tese de Doutoramento em Gestão de Empresas apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/98751
Rights: openAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tese de Doutoramento Pedro Miguel Duarte G.pdf3.35 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

89
checked on Sep 16, 2022

Download(s)

44
checked on Sep 16, 2022

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.