Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/94391
Title: Artists in Thought: from classical reception to criticism as a creative practice in Oscar Wilde's and Michel Foucault's theories on ethics and aesthetics
Authors: Waki, Fábio
Orientador: Silvestre, Osvaldo Manuel
Keywords: Classical Reception; Creative Criticism; Artistic Research; Oscar Wilde; Michel Foucault; Recepção Clássica; Crítica Criativa; Investigação Artística; Oscar Wilde; Michel Foucault
Issue Date: 15-Feb-2021
Project: PD/BD/128081/2016 - Fundação para a Ciência e a Tecnologia 
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: This study examines ‘classical reception’ in Oscar Wilde’s and Michel Foucault’s theories on ethics and aesthetics, particularly in Wilde’s conception of art-criticism and Foucault’s conception of critique, to suggest a form or perhaps a method of literary criticism more consistent with the post-hermeneutical framework of the Materialities of Literature. In a few words, my main contention is that, if one of the basic goals of the Materialities of Literature is to investigate how different materialities of communication might creatively cooperate to deterritorialise our ordinary appreciation of literature and its relation to art in general—a process in which purely interpretative analyses tend to become insufficient for an effective appreciation of the literary art—, it is also the case for us to deterritorialise our ordinary understanding of criticism to make sure that we are not retreating, or at least confining ourselves, to a purely interpretative routine—a process in which performativity, creativity, and artistry seem to emerge as more consistent strategies for an effective appreciation of the literary art. In this study, however, I do not simply examine this strategy; in order to clarify its theoretical relevance, I examine it against the backdrop of an overly Cartesian reasoning that tends to embarrass a proper post-hermeneutical thinking, a reasoning that, in a context of ‘classical reception’, can be connected to the subsumption of the ‘care of the self’ to the ‘knowledge of the self’. Curiously, although it was not originally my intention to conduct this study as a study on artistic research, in the end I unwittingly touched on two subjects that, I believe, are of the greatest importance for artistic research today: the problem of form and discourse in studies conducted in a context of artistic research and the inclusion of literature into the very system of artistic research—which, I realise it now, might be one of the most promising potentials of the Materialities of Literature as a doctoral programme.
Este estudo examina a ‘recepção clássica’ nas teorias sobre ética e estética de Oscar Wilde e Michel Foucault, em particular a concepção de Wilde sobre crítica de arte e a concepção de Foucault sobre crítica social, a fim de sugerir uma forma ou talvez um método de crítica literária mais consistente com o enquadramento pós-hermenêutico das Materialidades da Literatura. Em poucas palavras, meu principal argumento é o de que, se um dos objetivos fundamentais das Materialidades da Literatura é investigar como diferentes materialidades da comunicação podem cooperar de maneira criativa para desterritorializar nosso apreço comum pela literatura e por sua relação com as artes em geral—um processo no qual análises puramente interpretativas tendem a se mostrar insuficientes para um apreço efetivo da arte literária—, então também convém que desterritorializemos nosso entendimento comum de crítica a fim de garantir que não estamos retrocedendo, ou ao menos nos confinando, a uma rotina de simples interpretação—um processo no qual performatividade, criatividade e artifício parecem emergir como estratégias mais consistentes para um efetivo apreço da arte literária. Neste estudo, porém, não examino essa estratégia, simplesmente; a fim de esclarecer sua relevância teórica, examino-a contra a luz de um raciocínio exageradamente cartesiano que tende a atrapalhar um pensamento propriamente pós-hermenêutico, um raciocínio que, em um contexto de ‘recepção clássica’, pode ser conectado à subsunção do ‘cuidado de si’ ao ‘conhecimento de si’. Curiosamente, embora em princípio não tenha sido minha intenção conduzir este estudo como um estudo sobre investigação artística, por fim acabei por adentrar dois assuntos que, acredito, são da maior importância para a investigação artística hoje: o problema da forma e do discurso em estudos conduzidos em um contexto de investigação artística e a inclusão da literatura no sistema mesmo da investigação artística—o que, percebo agora, talvez seja um dos potenciais mais promissores das Materialidades da Literatura enquanto programa de doutoramento.
Description: Tese de Doutoramento em Materialidades da Literatura apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/94391
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento
UC - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

24
checked on Jun 10, 2021

Download(s)

33
checked on Jun 10, 2021

Google ScholarTM

Check


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons