Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/91324
Title: A eterna criança e as barreiras do ter: consumo de pessoas com Síndrome de Down e suas famílias
Authors: Faria, Marina Dias de
Orientador: Casotti, Leticia Moreira
Keywords: Síndrome de Down; Pessoas com Deficiência; Práticas de Consumo; Famílias; Comportamento do Consumidor
Issue Date: 2015
Place of publication or event: Rio de Janeiro
Abstract: Consumidores com deficiências não costuma receber atenção por parte de acadêmicos em administração. Tal silêncio torna-se mais claro quando se busca pesquisas nesse campo do conhecimento com foco em pessoas com deficiências cognitivas. Tais indivíduos, entretanto, possuem desejos de consumo e são capazes de influenciar as práticas de seus familiares. Diante deste cenário, a presente tese teve como objetivo principal compreender significados e práticas de consumo das pessoas com Síndrome de Down no contexto de suas famílias. O estudo também contou com quatro objetivos intermediários: (1) identificar e explorar as diferentes facetas da “barreira do ter” que dificultam, quando não impedem, que as pessoas com Síndrome de Down exerçam o papel de consumidoras; (2) analisar a influência da família no comportamento das pessoas com Síndrome de Down como consumidoras; (3) analisar a influência da pessoa com Síndrome de Down nos comportamentos de compra e consumo dos outros membros da família; e (4) identificar e explorar características comuns aos comportamentos de consumo das pessoas com Síndrome de Down. Adicionalmente, enunciou-se o objetivo secundário de discutir a adequação de métodos e técnicas de coleta de dados para pesquisas voltadas para pessoas com Síndrome de Down e suas famílias. Para perseguir esses objetivos, foram realizadas entrevistas com 44 pessoas pertencentes a 18 núcleos familiares. Buscando ter acesso ao ponto de vista de diferentes membros da família, foram ouvidos 18 indivíduos com Síndrome de Down, 17 mães e 9 irmã(o)s. O estudo seguiu o paradigma transformativo, ou seja, a pesquisadora tinha o compromisso de gerar resultados que não beneficiassem somente organizações produtivas, era fundamental que subsistisse a preocupação com a melhoria do bem estar dos indivíduos Down e de suas famílias. Os resultados geraram uma tipologia com seis diferentes grupos– “Família Down”, “Família Fraterna”, “Família Silêncio”, “Família Inclusiva”, “Família Independência” e “Família Equilíbrio”. Os núcleos familiares alocados no mesmo grupo possuem estrutura e relações entre os membros semelhantes, o que se reflete nas práticas e nos significados de consumo dos sujeitos Down e de toda família. Além dessa tipologia, os resultados também geraram 23 categorias de análise. Foi possível notar a influência que o estigma da deficiência, principalmente no que diz respeito ao rótulo de eterna criança, tem no desempenho pelos indivíduos Down do papel social de consumidor. Somado a questões como problemas de mobilidade urbana, falta de voz e desejo pela invisibilidade do Down por parte da sociedade, o estigma constitui o que, nesta tese, foi apresentado como “barreira da ter”. Os resultados mostraram que cabem aos indivíduos Down os rótulos de inadequados para consumo e consumidores vulnerável. A família, que vivência o estigma da deficiência estendido, também tem suas práticas de consumo condicionadas por esses rótulos. Na busca por tentar caracterizar os sujeitos Down como consumidores, a pesquisado encontrou recorrentemente o desejo por atividades rotineiras, a realização de coleções (principalmente de objetos Miguelres do tempo), a facilidade para lidar com a internet, e o gosto por serviços/produtos relacionados com música e esporte.
Description: Documentos apresentados no âmbito do reconhecimento de graus e diplomas estrangeiros
URI: http://hdl.handle.net/10316/91324
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC - Reconhecimento de graus e diplomas estrangeiros

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Marina_Faria_TESEDOUTORADO.pdfTese2.75 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

79
checked on Apr 13, 2021

Download(s)

41
checked on Apr 13, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.