Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/87643
Title: Aquisição/Aprendizagem do sistema de atribuição de género nominal em PLNM
Authors: Ferreira, Tânia Santos
Orientador: Martins, Cristina
Rio-Torto, Graça
Keywords: aquisição/aprendizagem tardia do português como língua não materna; sistemas de classificação nominal; valores de género gramatical; transferência linguística; interlíngua
Issue Date: 5-Jun-2019
Abstract: O objetivo primordial da presente tese é averiguar o papel (ou possíveis papéis) que o conhecimento linguístico prévio da língua materna (LM) de um aprendente tardio pode ter no desenvolvimento do processo de assimilação dos valores de género nominal em português como língua não materna (PLNM). Mais especificamente, procura se avaliar o grau de transferibilidade dos valores de género gramatical no contexto de aquisição/aprendizagem tardia do PLNM, bem como o grau de sensibilidade dos diferentes aprendentes relativamente aos indícios semânticos e formais de associação dos valores de género aos nomes em português, ao longo das diferentes fases do seu desenvolvimento (inter)linguístico. Tendo em conta os objetivos estipulados, procedeu-se à análise de um conjunto de desvios de atribuição de valores de género e de concordância nominal em género detetados no sintagma nominal (SN) assinalados em produções escritas por aprendentes tardios, falantes nativos de espanhol, italiano, alemão, inglês e chinês, a frequentar turmas de diferentes níveis de aprendizagem do português, e que se encontram disponíveis em diferentes corpora de referência. A seleção destes idiomas prende-se, precisamente, com o grau de semelhança e de distância dos mesmos relativamente às características dos sistemas de classificação nominal que exibem face ao sistema de atribuição de género nominal do português, a língua alvo (LA) de aprendizagem. Assim sendo, partindo da definição do conceito de género gramatical (Corbett 1991; Aikhenvald 2000), categoria pertinente para a classificação dos nomes, procedeu se à descrição do sistema de atribuição de género nominal do português (Câmara Jr. 1994; Villalva 2003; Choupina et al. 2016; Mota 2016b), bem como à descrição dos demais sistemas de classificação nominal das línguas selecionadas (Ibrahim 1973; Li & Thompson 1981; Zubin & Köpcke 1986; Ambadiang 1994; Dardano & Trifone 1997). Posteriormente, consideraram-se os contributos teóricos relativos à aquisição/aprendizagem tardia de uma LNM, com especial enfoque para as particularidades relativas à assimilação tardia das propriedades morfossintáticas de um idioma não nativo (Hawkins & Chan 1997; Tsimpli 2003). Para além disso, foram igualmente tidas em conta as questões teóricas subjacentes ao papel que, no contexto da assimilação das propriedades gramaticais de uma LNM, é atribuído ao conhecimento linguístico prévio proveniente da LM, bem como as manifestações tipicamente associadas ao fenómeno da transferência linguística (White et al. 2004; Franceschina 2005; Sabourin et al. 2006). Atendendo ao enquadramento teórico, procedeu-se à análise dos diferentes tipos de desvios assinalados nos vários segmentos da amostra selecionada. Assim sendo, as correlações estabelecidas entre os tipos de desvios produzidos, as propriedades de atribuição de valores de género nominal do português, a LM e o nível de aprendizagem dos aprendentes tardios de PLNM permitem concluir que: (i) o género gramatical constitui uma área crítica no contexto da aprendizagem tardia, já que em todos os segmentos da amostra, por LM e nível de aprendizagem, se registam desvios; (ii) o facto de a LM do aprendente possuir um sistema de atribuição de género nominal com propriedades similares às do português contribui, favoravelmente, para a assimilação dos valores de género nominal do português, uma vez que o desempenho registado nos aprendentes, cuja LM possui género, é satisfatoriamente melhor do que aquele que é registado nos segmentos da amostra de informantes que são falantes nativos de idiomas sem género; (iii) em todos os segmentos da amostra, ao longo do processo de assimilação dos valores de género nominal, o papel dos indícios semânticos é mais significativo do que o dos indícios formais; e (iv) o número considerável de desvios assinalado em cada segmento da amostra é igualmente revelador de que, durante o processo de aquisição/aprendizagem tardia dos itens lexicais, o género não é uma das primeiras propriedades a ser assimilada, a não ser que estes tenham um correferencial semântico.
The main objective of this thesis is to investigate the role (or possible roles) of a late learner's prior linguistic knowledge (NL) in the development of the assimilation process of nominal gender values in Portuguese as a non-native language (PNNL). More specifically, it seeks to assess the degree of transferability of grammatical gender values in the context of late acquisition / learning of PNNL, as well as the degree of sensitivity of the different learners to the semantic and formal evidence of gender values association to Portuguese names throughout the different phases of their (inter)linguistic development. Having these targets into account, an analysis was conducted on a set of gender assignment and gender agreement deviations detected in the nominal phrase (NP) marked in productions written by late learners, native speakers of Spanish, Italian, German, English and Chinese who attend classes of different levels of Portuguese learning, deviations which are available in different reference corpora. The selection of these languages is related to the degree of similarity and distance between them in relation to the characteristics of the nominal classification systems that they display in relation to the nominal gender assignment system of the target learning language (TL). Therefore, starting from the definition of the grammatical gender concept (Corbett 1991; Aikhenvald 2000), which is an relevant category for the classification of names, the system of nominal gender attribution in Portuguese was described (Câmara Jr. 1994, Villalva 2003, Choupina (1991), as well as the other nominal classification systems of the selected languages (Ibrahim 1973; Li & Thompson 1981; Zubin & Köpcke 1986; Ambadiang 1994; Dardano & Trifone 1997). Later, the theoretical contributions regarding late acquisition / learning of a NNL were considered, with special focus on the peculiarities related to late assimilation of the morphosyntactic properties of a non-native language (Hawkins & Chan 1997; Tsimpli 2003). In addition, the theoretical questions underlying the role which, in the context of the assimilation of the grammatical properties of a NNL, is attributed to the prior linguistic knowledge derived from a NL were also considered, as well as the manifestations typically associated with the linguistic transfer phenomenon (White et al., 2004; Franceschina 2005; Sabourin et al., 2006). Taking into account the theoretical framework, the different types of deviations noted in the various segments of the selected empirical sample were analyzed. Thus, the correlations established between the types of deviations produced, the nominal gender assignment properties of the Portuguese language, the NL and the learning level of the late learners of PNNL allow to conclude that: (i) grammatical gender constitutes an area critical in the context of late learning, since there are deviations in all segments of the sample, by NL and learning level; (ii) the fact that the NL of the learner having a nominal gender assignment system with similar properties to that of Portuguese contributes favorably to the assimilation of the nominal gender values of Portuguese, since the performance of learners whose NL has gender differentiation is well better than that which is recorded in segments of the sample of informants who are native speakers of languages without gender; (iii) in all segments of the sample, throughout the process of assimilation of nominal gender values, the role of semantic cues is more significant than formal clues; and (iv) the considerable number of deviations noted in each segment of the sample is also revealing that, during the late acquisition / learning process of lexical items, gender is not one of the first properties to be assimilated, unless these have a semantic co-referential.
Description: Tese de Doutoramento em Linguística do Português, apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/87643
Rights: openAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s)

208
checked on Jun 16, 2021

Download(s)

323
checked on Jun 16, 2021

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.