Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/816
Title: Contribuição para o Estudo da Fisiologia da Circulação Hepática : Avaliação Experimental e Clínica do Método de Equilíbrio com Radioisótopos
Authors: Almeida, Carlos Manuel Costa 
Orientador: Pontes, Fausto Afonso
Lima, J. J. Pedroso de
Keywords: Ciências Fisiológicas (Fisiologia)
Issue Date: 1999
Citation: ALMEIDA, Carlos Manuel Costa - Contribuição para o Estudo da Fisiologia da Circulação Hepática : Avaliação Experimental e Clínica do Método de Equilíbrio com Radioisótopos. Coimbra : Ed. Imprensa de Coimbra Lda., 1998. 316 p.
Abstract: Nesta tese propusemo-nos fazer a avaliação experimental e clínica da aplicabilidade do método de equilíbrio com radioisótopos, já aplicado a outras áreas, ao estudo da físiologia da circulação hepática. Dividimos a dissertação em duas partes. Na primeira, fizemos uma descrição pormenorizada da anatomia macroscópica e microscópia do fígado e tecemos algumas considerações no campo da anatomofisiologia hepática comparada, focando diferenças significativas entre o homem e diversas espécies animais que têm sido utilizadas experimentalmente em estudos neste campo. Procedemos, depois, a uma revisão extensa e promenorizada do que tem sido escrito e actualmente se sabe sobre a fisiologia da circulação hepática. Finalmente, a fim de enquadrar o método por nós utilizado no contexto dos conhecimentos existentes sobre a fisiologia circulatória do fígado, apresentámos uma lista exaustiva dos vários métodos de estudo da circulação hepática actualmente em uso, com uma descrição consisa das suas particularidades, vantagens e inconvenientes. Na segunda parte, descrevemos o trabalho de investigação. Numa primeira fase, determinámos nos animais de experiência, com o método em apreciação, vários parâmetros ligados à circulação hepática. Em seguida, introduzimos nos mesmos animais vários tipos de alterações a essa circulação (criámos para isso dois modelos experimentais animais de hipertensão portal aguda, pré-hepática, por estenose da veia porta, e pós-hepática, por constrição da veia cava caudal no torax), verificando com o dito método as modificações registadas nos mesmos parâmetros. Já de posse dessas alterações, passamos à segunda fase, de estudo de indivíduos normais e de doentes com patologia correspondente às alterações introduzidas. Demonstrámos que é possivel, através do método de equilíbrio com radioisótopos, discriminar semiquantitativamente caudais hepáticos, e pudemos ainda, com aquele método, confirmar objectivamente os diagnósticos de obstração da veia porta e de obstração à drenagem venosa hepática. Pensamos que poderam vir no futuro a estabelecer-se, pelo método de equilíbrio, padrões circulatórios hepatoportais que permitam vários diagnósticos precisos, obtidos duma maneira minimamente invasiva, desprovida de complicações e independente do operador.
URI: http://hdl.handle.net/10316/816
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FMUC Medicina - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

97
checked on Oct 15, 2019

Download(s) 20

692
checked on Oct 15, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.