Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/677
Title: História do galego-português : estado linguístico da Galiza e do noroeste de Portugal desde o século XIII ao século XVI : com referência à situação do galego moderno
Authors: Maia, Clarinda de Azevedo 
Keywords: Linguística Portuguesa
Issue Date: 24-Feb-1987
Abstract: Inserindo-se numa problemática muito actual – a questão das relações entre a língua dos documentos notariais e a dialectologia medieval -, a obra constitui uma contribuição para o conhecimento das relações entre os sistemas grafemáticos medievais e o sistema fonológico-fonético da época, assim como para a compreensão da verdadeira natureza, da essência da grafia dos documentos da Idade Média. A Autora procura determinar até que ponto divergiam as variedades idiomáticas faladas a norte e a sul do rio Minho, quer durante o período de relativa unidade linguística, de que pode considerar-se como termo os meados do séc. XIV, quer nos séculos seguintes, em que, devido a várias circunstâncias de carácter histórico e político, se acentuam as divergências, seguindo a língua da Galiza e de Portugal caminhos ‘’históricos ‘’em grande parte distintos, acabando por constituir duas línguas suficientemente diferenciadas, não só quanto a certos aspectos de carácter fonético, mas também fonológico, morfológico, sintáctico e lexical, mas, ao mesmo tempo estreitamente aparentadas. No capítulo I, depois de fazer referência às normas de transcrição aplicadas e de descrever os critérios seguidos na localização dos documentos, apresenta-se uma edição de cento e sessenta e oito documentos da área galego-portuguesa – inéditos na sua maior parte -, cronologicamente seriados entre 1255 e 1516, e que constituem o nucleo do presente estudo. O capítulo II, que contém o estudo linguístico, abrange três partes fundamentais correspondentes aos domínios abrangidos : o estudo da grafia, realizado na linha dos modernos estudos de scriptologia e de grafemática, a fonética histórica e a morfo-sintaxe. O capítulo III está dedicado às conclusões e nele se sintetizam os aspectos mais salientes da investigação realizada: depois de afirmar-se a existência de uma comunidade linguística galego-portuguesa, apresentam-se as afinidades e diferenças que podem entrever-se entre os documentos da Galiza e do NW português, tanto sob o ponto de vista linguística como sob o ponto de vista gráfico. O capítulo termina com algumas considerações sobre o valor dos documentos não literários como fontes de informação para o conhecimento da língua na Idade Média.
Description: Tese de doutoramento em Letras (Linguística Portuguesa) apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/677
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FLUC Secção de Português - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 5

923
checked on Sep 18, 2019

Download(s)

148
checked on Sep 18, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.