Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/605
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMartins, António Manuel-
dc.date.accessioned2008-12-05T15:03:12Z-
dc.date.available2008-12-05T15:03:12Z-
dc.date.issued1991-02-07en_US
dc.identifier.citationMARTINS, António Manuel - Lógica e ontologia em Pedro da Fonseca. Coimbra, 1990.-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/605-
dc.descriptionTese de doutoramento em Letras (Filosofia) apresentada à Fac. de Letras da Univ. de Coimbra-
dc.description.abstractA dissertação pretende situar a obra de Fonseca na história da ontologia mostrando, através de uma análise dos textos relativos ao núcleo doutrinal da metafísica clássica, que os Comentários à Metafísica de Aristóteles são muito mais que um simples comentário textual e representam um dos raros esforços de síntese de toda a problemática suscitada pelo programa aristotélico de uma filosofia primeira. Síntese que é elaborada na segunda metade do séc. XVI, no dealbar dos tempos modernos. O primeiro capítulo procura precisamente situar historicamente o texto de Fonseca e salientar as suas características principais. Os restantes capítulos articulam os temas centrais da problemática onto-lógica na transformação do projecto aristotélico de uma filosofia primeira no texto de Fonseca. Assim, no capítulo 2, Determinação do objecto da metafísica, seguimos de perto a análise do conceito de ser em Fonseca, polarizada pelo conceito de ens commune e que nos leva à tematização da analogia entis e ao papel desempenhado pela distinção crucial entre conceito formal e conceito objectivo de ens. O capítulo 3 procura esclarecer a posição de Fonseca face à secular querela em torno da distinção entre essência e existência. O capítulo 4 desenvolve outro dos grandes núcleos da metafísica clássica, a doutrina dos transcendentais. Contudo, a intenção de realçar o nexo entre transcendentalidade e universalidade levou-nos a problematizar neste capítulo a relação entre transcendentais e categorias. Com a mesma intenção de aprofundamento desta problemática foi incluído um breve esboço histórico-crítico que começa em Aristóteles e termina em Kant. Finalmente, o capítulo 5 aborda a problemática do princípio de não contradição.en_US
dc.language.isoporpor
dc.rightsembargoedAccesseng
dc.subjectFilosofiaen_US
dc.subjectFonseca, Pedro da, 1528-1599 -- obra-
dc.titleLógica e ontologia em Pedro da Fonsecaen_US
dc.typedoctoralThesisen_US
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:FLUC Secção de Filosofia - Teses de Doutoramento
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 50

423
checked on Oct 15, 2019

Download(s)

53
checked on Oct 15, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.