Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/481
Title: Classe e comunidade num contexto em mudança : práticas e subjectividades de uma classe em recomposição : o caso do operariado do calçado em S. João da Madeira
Authors: Estanque, Elísio Guerreiro do 
Orientador: Santos, Boaventura de Sousa
Keywords: Sociologia das Desigualdades Sociais e da Reprodução Social; Estrutura de classes; Classe operária -- Portugal; Indústria do calçado -- Portugal
Issue Date: 23-Jul-1999
Citation: ESTANQUE, Elísio - Classe e comunidade num contexto em mudança : práticas e subjectividades de uma classe em recomposição : o caso do operariado do calçado em S. João da Madeira. Coimbra, 1999.
Abstract: A pesquisa desenvolve uma análise histórica e sociológica centrada nos impactos da industrialização sobre as comunidades locais - desde finais do século passado à actualidade, incidindo na região do calçado, S. João da Madeira/ Vila da Feira/ Oliveira de Azeméis - e estuda as lógicas de poder, as identidades e as modalidades de acção colectiva resultantes desse processo, quer na vertente socio-económica (e das práticas patronais e sindicais), quer na vertente cultural e simbólica (no campo das subjectividades operárias, dos consumos e das actividades de lazer). Baseando-se numa metodologia variada, além do uso de inquéritos, entrevistas e histórias de vida de operários da industria do calçado, o estudo utilizou também o chamado método de observação participante, em que o autor trabalhou como operário na linha de montagem de uma empresa de calçado durante cerca de três meses. Entre as suas principais conclusões, destaca-se a importância da identidade bairrista promovida pelas elites locais desde as primeiras décadas deste século (sobretudo em S. João da Madeira), bem como o impacto das estruturas e instituições disciplinares do Estado Novo sobre as culturas locais (da década de trinta à década de cinquenta, principalmente), e ainda o carácter difuso das formas de implantação industrial (em particular no sector do calçado), criando diversas formas de permeabilidade e articulação com as comunidades da região e as suas tradicionais formas de subsistência. Tais processos vêm dando lugar a complexos mecanismos socioculturais onde o consentimento e a resistência se combinam : por um lado, assiste-se à presença de modelos de controlo de tipo despótico-paternalistas que vigoram na indústria local e, por outro lado, a práticas de evasão e de rebeldia dissimulada, por parte dos trabalhadores, sendo estas desencadeadas a partir das identidades forjadas no quotidiano laboral, mas estreitamente vinculadas à comunidade.
Description: Tese de doutoramento em Sociologia (Sociologia das Desigualdades Sociais e da Reprodução Social) apresentada à Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/481
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:FEUC- Teses de Doutoramento

Show full item record

Page view(s) 20

475
checked on Feb 18, 2020

Download(s) 50

257
checked on Feb 18, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.