Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/44307
Title: O tempo da esperança em Gabriel Marcel e Vladimir Jankélévitch
Authors: Beato, José Manuel 
Editors: Silva, Claudinei Aparecido de Freitas da
Issue Date: 2013
Publisher: Edunioeste
Issue Date: 2013
Publisher: Edunioeste
Citation: BEATO, José M. C. - "O tempo da esperança em Gabriel Marcel e Vladimir Jankélévitch". In Silva, Claudinei Aparecido de Freitas da, org. - "Encarnação e transcendência: Gabriel Marcel, 40 anos depois". Cascavel : Edunioeste, 2013. ISBN: 978-85-7644-285-1. pp. 54 - 116.
Abstract: A partir das temáticas da encarnação, da intersubjetividade e da exigência de transcendência, reconduzidas a uma metafísica da fidelidade criadora, do amor e da esperança, Gabriel Marcel medita transversalmente a vivência do tempo e o desafio da morte. Vladimir Jankélévitch, fazendo do tempo e da morte os temas centrais e recorrentes da sua "filosofia primeira", reflete sobre a esperança no contexto da vivência da irreversibilidade do devir. Procuraremos ver como a questão da "esperança" revela duas conceções absolutamente diversas do tempo e da finitude que, a partir da mesma consciência trágica da existência, se define. Marcel lança as primícias existenciais da sua superação "lírica" por uma perenização do amor, Jankélévitch assume o desígnio prático do consentimento "sério" à irrevogabilidade da morte. A esperança, em Marcel, é um sentimento de eficácia metafísica e alcance ontológico em que a afetividade e a vontade convergem. Ela permite a densificação da duração concreta além da disjunção do devir, realiza como que uma visada profética além de qualquer antecipação desiderativa e abre o tempo para além da finitude suspendendo-o a uma soteriologia referida à Transcendência. Para Jankélévitch, a esperança é um estímulo psicológico e uma expectativa empírica que coloca o homem no sentido da "futurição", mas oscila perpetuamente com o "pesar" face à invencível preterição e liquidação dos possíveis. Jankélévitch radicaliza a contingência e instaura a morte como nihilização escandalosa em que culmina o tempo irreversível feito de instantes pulsáteis e irrepetíveis.
URI: http://hdl.handle.net/10316/44307
ISSN: 978-85-7644-285-1
Rights: embargoedAccess
Appears in Collections:IEF - Livros e Capítulos de Livros

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Tempo_da_Esperança_GABRIEL MARCEL_LIVRO.pdfVersão não definitiva573.81 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

437
checked on Aug 14, 2019

Download(s)

60
checked on Aug 14, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.