Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43861
Title: Estudo de propriedades psicométricas do Questionário de Trauma de Infância – Versão breve numa amostra portuguesa não clínica
Authors: Dias, Aida 
Sales, Luisa 
Carvalho, António 
Castro Vale, Ivone 
Kleber, Rolf 
Mota Cardoso, Rui 
Keywords: Questionário de Trauma Infantil; Maltrato de infância; Adultos; População não clínica; Childhood Trauma Questionnaire; Childhood maltreatment; Adults; Community
Issue Date: 2013
Publisher: ISPA
Keywords: Questionário de Trauma Infantil; Maltrato de infância; Adultos; População não clínica; Childhood Trauma Questionnaire; Childhood maltreatment; Adults; Community
Issue Date: 2013
Publisher: ISPA
Project: FCOMP-01-0124-FEDER-007261 
info:eu-repo/grantAgreement/FCT/SFRH/SFRH/BD/68995/2010/PT 
Abstract: Neste trabalho apresentam-se os resultados da adaptação do Questionário de Trauma de Infância –forma breve (CTQ-SF) em população portuguesa. As propriedades psicométricas do instrumento foram estudadas numa amostra não clínica de 746 sujeitos adultos, tendo-se testado a estrutura de cinco fatores, inicialmente proposta pelos autores do questionário. A fiabilidade teste-reteste foi analisada num grupo de 29 sujeitos. As subescalas apresentam coeficientes de consistência interna a variar entre .84 para a escala total, .79 para a negligência emocional, .77 para o abuso físico, .71 para o abuso emocional e sexual, e .47 para a negligência física. A subescala de negligência física apresenta baixa consistência interna, replicando resultados anteriores de outros estudos, salientando a necessidade de uma possível revisão desta subescala. A exposição a negligência emocional e ao abuso verbal aparecem como as formas mais frequentes de maltrato de infância em adultos. O CTQ-SF apresenta características de validade aceitáveis, com exceção da subescala de negligência física. Futuros trabalhos com o instrumento deverão incluir medidas mais eficazes na detecção da negligência física.
This study analyses the results of the adapted version of the Childhood Trauma Questionnaire – Short Form, in the Portuguese population. Psychometric properties were studied in 746 adult community subjects, testing the five factor model structure proposed by the authors of the original version. The test-retest reliability was analyzed in a group with 29 subjects. The internal consistency varies between .84 for the overall score, .79 for emotional neglect, .77 for physical abuse, .71 for emotional and sexual abuse, and .47 for physical neglect. Physical neglect internal consistency was found to be too low, confirming previous results from other studies, pointing the need for a sub-scale revision. Exposure to emotional neglect and verbal abuse were the most frequent adult self-reported forms of childhood maltreatment. The Portuguese version of CTQ-SF presented acceptable psychometric properties, except for physical neglect subscale. Future work using CTQ-SF should include alternative effective measures for physical neglect.
URI: http://hdl.handle.net/10316/43861
ISSN: 1646-6004
Other Identifiers: 10.14417/lp.713
DOI: 10.14417/lp.713
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Artigos em Revistas Nacionais

Show full item record

Page view(s)

164
checked on Aug 14, 2019

Download(s) 50

238
checked on Aug 14, 2019

Google ScholarTM

Check

Altmetric

Altmetric


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.