Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/43077
Title: Dabigatrano etexilato na prevenção de tromboembolismo venoso em doentes com fibrilhação auricular
Authors: Pereira, Jessica dos Santos 
Orientador: Fortuna, Ana Cristina Bairrada
Keywords: Fibrilhação auricular; Tromboembolia venosa; Prevenção e controlo; Terapia; Dabigatrano
Issue Date: Jul-2016
Abstract: Atualmente, a fibrilhação auricular é a disritmia persistente mais prevalente e constitui um fator de risco independente para ocorrência de acidentes vasculares cerebrais e tromboembolismo em geral. Esta arritmia surge quando ocorre uma disfunção estrutural ou eletrofisiológica que promove a propagação de um impulso anormal, estando associada a idade avançada, sexo masculino e a várias comorbilidades cardíacas e outros fatores de risco. A prevenção de acidentes vasculares cerebrais com terapêutica anticoagulante é um dos principais objetivos no tratamento destes doentes. Os novos anticoagulantes orais surgiram como alternativa aos antagonistas da vitamina k. Estas novas moléculas apresentam um perfil de segurança mais favorável e colmatam algumas das limitações dos anticoagulantes convencionais, no entanto ainda há algumas questões clínicas por resolver, nomeadamente a sua monitorização laboratorial em casos urgentes. A decisão terapêutica é feita de acordo com scores de estratificação de risco tromboembólico e hemorrágico. O dabigatrano etexilato, vulgarmente designado apenas por dabigatrano, foi o primeiro a ser aprovado e é sobre ele que esta monografia incide. Este bloqueia diretamente o fator IIa da cascata da coagulação, sendo uma boa alternativa custo-efetiva à varfarina. Possui como antídoto o idarucizumab e pode sofrer alterações plasmáticas por sofrer efluxo mediado pela glicoproteína-P. É eliminado maioritariamente por via renal, pelo que é necessária uma monitorização mais rigorosa da função renal dos doentes sujeitos a esta terapêutica. A presente monografia inclui ainda um estudo retrospetivo sobre a utilização do dabigatrano por doentes com fibrilhação auricular internados pelo menos 7 dias nos serviços do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC, E.P.E.). Verificou-se que a neurologia foi o serviço de internamento com maior afluência, sendo o acidente vascular cerebral a principal causa de admissão hospitalar. Tratavam-se de doentes polimedicados em que os scores de estratificação de risco tromboembólico obtidos justificavam a terapêutica anticoagulante. Foram registados os parâmetros bioquímicos, contudo dada a falta de alguma informação nos processos clínicos, não foi possível concluir acerca da função renal.
Currently, atrial fibrillation is the most prevalent and persistent dysrhythmia and a risk factor of stroke and thromboembolism in general. This arrhythmia occurs due to a structural and/or electrophysiological dysfunction that promotes the propagation of abnormal pulses. This dysrhythmia is associated with age, sex, several cardiac comorbidities and other risk factors. Stroke prevention therapy is a major goal in treating such patients with anticoagulation. New oral anticoagulants emerged as an alternative to vitamin K antagonists. These new molecules present a more favorable safety profile and clog some of the limitations of conventional anticoagulants. Nevertheless, some unresolved clinical issues are unmet, including laboratory monitoring in urgent cases. Therapeutic decisions are taken according to the thromboembolic and hemorrhagic risk stratification scores. Dabigatran etexilate, commonly referred as dabigatran, was the first new oral anticoagulant approved and it is the major focus of the present work. This drug directly blocks the factor IIa of the coagulation cascade, presenting itself as a good cost-effective alternative to warfarin, having Idarucizumab as an antidote. Mainly excreted through renal system, dabigatran can suffer fluctuations in its plasmatic levels as it is effluxed by P-glycoprotein. These characteristics require a more accurate monitoring of the renal function of patients undergoing this therapy. The present works also includes a retrospective study about the use of dabigatran in patients with atrial fibrillation admitted at least 7 days in the services of the Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC, E.P.E.). Neurology was the internment service with bigger influx, and stroke the leading cause of hospital admission. Patients were polymedicated when the thromboembolic risk scores justified the anticoagulant therapy. Biochemical parameters were recorded, however, given the gaps in clinical processes, it was not possible to conclude about kidney function.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade de Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/43077
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
M_Jessica Pereira.pdf1.91 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

477
checked on Jul 16, 2019

Download(s) 50

203
checked on Jul 16, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.