Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/41159
Title: Política, Punição e Silenciamento nas oposições radicais ao Estado Novo
Authors: Cardina, Miguel 
Keywords: Estado Novo; Tortura; Silêncio; Memória; Maoísmo
Issue Date: 2010
Publisher: Centro de Estudos Sociais
Serial title, monograph or event: Cabo dos Trabalhos
Issue: 4
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Esta reflexão é parte de um trabalho em curso sobre a génese e a identidade da esquerda radical maoísta em Portugal entre 1964 e 1974. Trata-se aqui, em primeiro lugar, de analisar o modo como estes sectores à esquerda do Partido Comunista Português lidaram com a chamada “questão do porte”, e que remetia para a aferição do cumprimento das regras conspirativas, nomeadamente da regra genérica de “não falar”, em contexto de prisão e tortura. Por outro lado, pretende-se demonstrar como este tema permaneceu no tempo e quais as relações que, através dele, se podem estabelecer entre tortura, silêncio e memória. Por fim, procura-se analisar os conflitos entre “marxistas-leninistas” e “comunistas” no interior da cadeia de Peniche, enquanto parte do dissídio ideológico que opôs ambas as correntes durante estes anos.
URI: http://hdl.handle.net/10316/41159
ISSN: 2182-9187
Rights: openAccess
Appears in Collections:I&D CES - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Política, Punição e Silenciamento nas oposições radicais ao Estado Novo.pdf55.31 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

280
checked on May 27, 2020

Download(s)

80
checked on May 27, 2020

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.