Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/41019
Title: O farmacêutico em oncologia pediátrica
Authors: Silva, Juliana Santos da Cunha e 
Orientador: Varela, Carla Lopes
Keywords: Neoplasias; Farmacêuticos; Criança; Pediatria; Doença de Hodgkin; Terapia
Issue Date: Jul-2016
Abstract: O cancro é uma doença que requer um acompanhamento a longo prazo para garantir a segurança e os resultados terapêuticos desejados. Hoje em dia, já se começa a manifestar uma certa rivalidade inerente entre as doenças cardiovasculares, propulsoras da maioria das mortes no nosso país, e o cancro que, num futuro próximo, terá um impacto significativo em novos casos na nossa sociedade, tornando-se mesmo uma preocupação de saúde pública. Na sociedade em que estamos integrados, o termo oncologia pediátrica é quase sempre impensável e produz grandes mudanças na vida quotidiana, requerendo novas adaptações tanto na criança, como nos restantes membros da família, para que se unam e se ajudem entre si, de forma a que o tratamento chegue a «bom porto». O linfoma de Hodgkin possui um bom prognóstico, relativamente à sua etiologia desconhecida. Assim, o farmacêutico é essencial para desmistificar a complexidade do tratamento e na prestação de cuidados farmacêuticos, bem como na promoção do auto-cuidado da criança e da família. Para se verificar esta promoção de saúde em pediatria é necessária uma estreita cooperação entre os vários profissionais de saúde que constituem uma equipa multidisciplinar.
Cancer is a disease that requires a long term follow up to garantee the security and the therapeutically expected results. Nowadays, a certain inherent rivalry between cardiovascular diseases and cancer starts to manifest in our country, which in a near future will cause a significant impact in new cases in our society, even becoming a public health concern. In our society, the term paediatric oncology is almost always unthinkable and produces great changes in the quotidian lifestyle requiring new adjustments, not only for the child, but also for the other family members in order for them to remain united and help each other so that the treatment is successful. The Hodgkin lymphoma has a good prognosis in relation to its unknown aetiology. Therefore, the pharmacist is essential to demystify the complexity of the treatment and the pharmaceutical care as well as to promote the selfcare of the child and the family. To verify this promotion in paediatrics health it is necessary to have a narrow cooperation between the different health care providers that constitute a multidisciplinary team.
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade Estágio Curricular do Mestrado Integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra
URI: http://hdl.handle.net/10316/41019
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia_O FARMACÊUTICO EM ONCOLOGIA PEDIÁTRICA.pdf445.2 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

574
checked on Jul 9, 2019

Download(s) 50

429
checked on Jul 9, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.