Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/32294
Title: Nanoestratégias para cedência de fármacos ao SNC e sua aplicação na neurodegeneração
Authors: Agostinho, Ana Lúcia Gerardo 
Orientador: Veiga, Francisco
Keywords: Medicamentos; Sistema nervoso central
Issue Date: 2013
Abstract: O sistema nervoso central é protegido por barreiras que controlam a entrada dos compostos para o cérebro, regulando desta forma a homeostase cerebral. Várias estratégias estão a ser desenvolvidas para aumentar a quantidade e a concentração terapêutica dos fármacos neste microambiente. Apenas a utilização de tecnologias com capacidade de transporte de moléculas através das células endoteliais da barreira hematoencefálica (BHE) permitirá uma distribuição homogénea de fármacos no cérebro e, assim, proporcionar uma exposição uniforme e rápida para as células cerebrais. As doenças neurodegenerativas, tais como a doença de Alzheimer e a doença de Parkinson não apresentam cura conhecida e a sua incidência aumenta com o envelhecimento da população. Além disso, o tratamento para estas doenças constitui uma área desafiante devido à presença da pouco penetrável BHE e à sua capacidade única para proteger o cérebro de xenobióticos. Existem poucos tratamentos eficazes disponíveis para estas doenças, porque o Sistema Nervoso Central (SNC) é refratário à regeneração axonal e relativamente inacessível para muitos tratamentos farmacológicos. O cérebro trabalha a uma nanoescala e como tal a nanotecnologia é uma das estratégias mais promissoras para o tratamento destas doenças. Embora seja verdade que muitas nanoferramentas estão ainda num nível de concepção teórica, há também um certo número delas que pode ser aplicado ao processo de desenvolvimento de produtos farmacêuticos. Esta revisão irá apresentar os principais requisitos para superar a BHE e as mais recentes aplicações da nanotecnologia em algumas doenças neurodegenerativas. A análise conclui também que a aplicação da nanotecnologia à neurodegeneração é ainda embrionária, resultante da incompleta informação sobre o modelo real de funcionamento do cérebro. Além disso, a maioria dos estudos apresenta baixa força de evidência científica, o que pode restringir o investimento nesta área
The central nervous system (CNS) is protected by barriers, which control the entry of compounds into the brain, thereby regulating brain homeostasis. Various strategies are being developed to enhance the amount and concentration of therapeutics compounds in the brain. Only the use of technologies able to transport molecules through the endothelial cells of the blood-brain barrier (BBB) will allow a homogenous distribution of therapeutics in the brain and thus provide a uniform and rapid exposure to brain cells. Neurodegenerative disorders such as Alzheimer's and Parkinson's disease have no known cure and are increasing in incidence with the aging population. Further, treatment for these disorders is a challenging field due to the presence of tightly regulated BBB and its unique ability to protect the brain from xenobiotics. There are only few effective treatments available for neurodegenerative diseases because the CNS is refractory to axonal regeneration and relatively inaccessible to many pharmacological treatments. The brain works at the nanoscale and so nanotechnology is one of the most promising opportunities to treat these diseases. While it is true that many tools in the nanotechnology toolbox are still at the concept level, there are also a number of them that can be applied to process and product development of pharmaceuticals. This review will introduce the main requirements to overcome the BBB and the latest applications of nanotechnology in some neurodegenerative diseases. The review also concluded that the application of nanotechnology to neurodegenerative disorders is still embryonic, resulting from incomplete information on the actual working model of the brain. Furthermore there is low strength of scientific evidence, which in some cases can constrain investments in this area
Description: Monografia realizada no âmbito da unidade curricular de acompanhamento farmacêutico do mestrado integrado em Ciências Farmacêuticas, apresentada à Faculdade de Farmácia da Universidade de Coimbra.
URI: http://hdl.handle.net/10316/32294
Rights: openAccess
Appears in Collections:FFUC- Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Monografia Ana Lúcia Agostinho.pdf1.04 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 20

462
checked on Jul 17, 2019

Download(s) 5

4,310
checked on Jul 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.