Please use this identifier to cite or link to this item: https://hdl.handle.net/10316/23513
Title: Passive permeation across the blood-brain barrier. Kinetics and thermodynamics of chlorpromazine interaction with lipid bilayers representative of endothelial cell membranes
Authors: Martins, Patricia Alexandra Teles 
Orientador: Silvestre, Maria João Pedrosa Moreno
Vaz, Winchil Luís Cláudio
Issue Date: 29-May-2013
Citation: MARTINS, Patricia Alexandra Teles - Passive permeation across the blood-brain barrier : Kinetics and thermodynamics of chlorpromazine interaction with lipid bilayers representative of endothelial cell membranes. Coimbra, 2013. Tese de doutoramento. Disponível na WWW: http://hdl.handle.net/10316/23513
Abstract: A difusão passiva através da membrana celular é a principal via para a permeação de xenobióticos através de endotélios tight, tais como a barreira hemato-encefálica. A velocidade da permeação passiva através de bicamadas lipídicas de um dado fármaco é, portanto, um passo crítico na previsão da sua farmacocinética. Neste trabalho, foi realizado um estudo detalhado sobre a cinética e a termodinâmica da interacção da clorpromazina, um antipsicótico utilizado no tratamento da esquizofrenia, com membranas lipídicas compostas por diferentes misturas de lípidos. Utilizámos a calorimetria de titulação isotérmica, uma técnica muito eficiente para o estudo de interacções moleculares, que permite a medição do coeficiente de partição de moléculas entre o meio aquoso e a membrana, bem como dos parâmetros termodinâmicos associados a esta partição. A complexidade das membranas utilizadas neste estudo foi aumentada progressivamente, desde a bicamada simples de POPC puro até composições de lípidos características das monocamadas exterior e interior das células endoteliais. Os efeitos da presença de carga, de colesterol (Chol), de fosfolípidos com etanolamina (POPE) e de esfingomielina (SPM), bem como da coexistência de fases, foram avaliados na interacção de CPZ com as bicamadas lipídicas. A introdução de 10% molar de POPS carregado negativamente em membranas de POPC aumenta a partição da CPZ, devido à atracção electrostática entre as cargas opostas, sendo que a variação de entalpia torna-se mais favorável. Por outro lado, a presença de Chol aumenta a ordem das bicamadas e diminui fortemente a afinidade da CPZ para com a bicamada, tanto em termos da quantidade de CPZ que se associa com a membrana bem como da entalpia de interacção, que se torna desfavorável. Para membranas na fase líquida ordenada (POPC:SPM:Chol 1:5:4) observa-se um coeficiente de partição muito mais pequeno do que para as membranas na fase líquida desordenada, com uma contribuição entalpica muito desfavorável. A partir dos parâmetros obtidos para todas as bicamadas lipídicas estudadas, observa-se que a partição de CPZ em membranas na fase líquida desordenada tem uma contribuição entalpica significativamente favorável, enquanto que a associação de CPZ com membranas na fase líquida ordenada é somente impulsionada pelo aumento de entropia no sistema. Os coeficientes de partição obtidos permitiram o cálculo das afinidades de CPZ para com as diferentes membranas da célula e a previsão da concentração relativa de CPZ em cada pool de lípidos em equilíbrio. x A permeação passiva através de bicamadas lipídicas depende da afinidade do fármaco para com a membrana e também das constantes de velocidade para a interacção (inserção, desorpção e translocação). Neste trabalho, desenvolvemos uma metodologia que permite a caracterização quantitativa da constante de translocação através das membranas na fase líquida desordenada, usando ITC. Apresentamos também resultados preliminares sobre o uso desta técnica para obter as constantes de velocidade para inserção em e desorção de bicamadas lipídicas na fase líquida ordenada. Além disso, este trabalho oferece uma visão importante sobre a heterogeneidade de fases das misturas lipídicas caracterizadas. Os resultados obtidos com as misturas estudadas de POPC:SPM:Chol permitem a avaliação crítica dos diagramas de fases disponíveis na literatura. Também foram encontradas fortes evidências para a coexistência de fase líquida desordenada e líquida ordenada na mistura quaternária representante da monocamada citoplasmática da membrana, POPC:Chol:POPE:POPS 4:3:2:1. Adicionalmente, foram encontradas evidências de rearranjos estruturais nas membranas com POPS e/ou POPE, induzidos pela partição de compostos anfifílicos catiónicos, como a CPZ. Estes resultados podem ser relevantes para elucidar a comunicação estrutural entre as monocamadas exterior e interior da membrana plasmática, em função da hipótese da existência de rafts. Além disso, podem também contribuir para o entendimento dos efeitos da CPZ sobre a actividade dos transportadores de membrana, tais como a P-glicoproteína.
Description: Tese de doutoramento em Química (Química Biológica), apresentada à Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra
URI: https://hdl.handle.net/10316/23513
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Química - Teses de Doutoramento

Files in This Item:
File Description SizeFormat
Thesis_Patricia Martins.pdf2.33 MBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s)

301
checked on Feb 20, 2024

Download(s) 50

452
checked on Feb 20, 2024

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.