Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/17982
Title: O papel das academias no desenvolvimento da ciência em Portugal: o caso do Instituto de Coimbra
Authors: Ferreira, Licínia Rodrigues 
Keywords: Instituto de Coimbra; Academias; Relações científicas; Academies; Institute of Coimbra; Scientific relations
Issue Date: Oct-2011
Publisher: Imprensa da Universidade de Coimbra
Citation: FERREIRA, Licínia - O papel das academias no desenvolvimento da ciência em Portugal: o caso do Instituto de Coimbra. In CONGRESSO LUSO-BRASILEIRO DE HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS, Coimbra, 2011 - Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências : livro de actas. Coimbra : IUC, 2011. ISBN 978-989-26-0122-9. p. 1274-1286
Serial title, monograph or event: Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências, Universidade de Coimbra, 26 a 29 de Outubro de 2011: livro de actas
Place of publication or event: Coimbra
Abstract: Perspectivando as estruturas de suporte ao desenvolvimento da Ciência, remontamos aos séculos XVIII e XIX, altura em que surgiram em Portugal diferentes academias que contribuíram para o progresso dos conhecimentos, situando-se para além dos estudos universitários. O Instituto de Coimbra, fundado em 1852, enquadra-se neste movimento, não deixando, porém, de manter uma ligação estreita com a Universidade de Coimbra, característica que lhe confere um estatuto particular. Se, por vezes, as academias aparentam alguma inércia, elas não deixam de desempenhar um importante papel na História da Ciência. É o que procuraremos demonstrar com o caso do Instituto de Coimbra. Alguns aspectos em foco revelam-se ao nível das relações institucionais, do intercâmbio intelectual, da actualização e divulgação dos saberes, da criação de uma plataforma de encontro, que proporciona aos sócios um incentivo à investigação. Na prática, a publicação da revista O Instituto constituiu o eixo em volta do qual circularam ideias e se fomentaram os laços do saber. A pertença a uma academia era, para os cientistas, um factor de prestígio e um elo de contacto e de partilha com colegas.
In the context of the supporting structures of scientific development, we analyse the role of the academies that arise in Portugal in the 18th and the 19th centuries, promoting the progress of knowledge, beyond the universities’ studies. The Institute of Coimbra, founded in 1852, emerges in this context with the particularity of being close to the University of Coimbra. Sometimes the academies were told to be unproductive, but they have played an important part in the History of Science, which we intend to demonstrate focusing on this portuguese academy. The Institute of Coimbra has done an important work by establishing institutional relationships, intellectual exchange, providing a basis for its members to improve their researches. The journal O Instituto, published by this academy, is the place where they disclose the results of investigation. For scientists, belonging to an academy was a sign of prestige and a way of sharing projects and discussing results.
URI: http://hdl.handle.net/10316/17982
ISBN: 978-989-26-0122-9
Rights: openAccess
Appears in Collections:UC Bibliotecas - Artigos em Livros de Actas

Files in This Item:
File Description SizeFormat
O papel das academias_Instituto de Coimbra.pdf136.71 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 1

3,442
checked on Sep 18, 2019

Download(s) 20

703
checked on Sep 18, 2019

Google ScholarTM

Check

Altmetric


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.