Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/15424
Title: Análise da percepção de estratégias de coping, forças familiares e qualidade de vida em sujeitos heterossexuais e homossexuais
Authors: Teixeira, Joana Amaral Cardoso 
Orientador: Alberto, Isabel Maria Marques
Keywords: Orientação sexual;Homossexualidade;Estratégias de coping;Qualidade de vida
Issue Date: 2010
Abstract: Numa altura em que a orientação sexual é tema central de discussão nos mais variados contextos, parece urgente contribuir com estudos empíricos que possam esclarecer algumas das crenças que lhe são associadas. O objectivo do presente estudo prende-se com a análise do índice de percepção da qualidade de vida, forças familiares e estratégias de coping numa amostra (N=53) de heterossexuais (Grupo 1, n=32) e de homossexuais (Grupo 2, n=21). Os instrumentos utilizados nesta análise foram as Escalas de avaliação pessoal orientadas para a crise em família (F-COPES – McCubbin, Olson, & Larsen, 1981, adaptada por NUSIAF – Sistémica 2007), o Questionário de Forças Familiares (QFF – Melo & Alarcão, 2007), o Inventário de Qualidade de Vida (QOL – Olson & Barnes, 1982, adaptado por NUSIAF – SISTÉMICA, 2007) e um Questionário Sócio-Demográfico. Os resultados revelaram diferenças significativas entre os dois grupos de análise na escala global F-COPES e nas dimensões Apoio Espiritual, Aquisição de Apoio Social e Mobilização de Apoio Formal, bem como no total do Questionário de Forças Familiares e nos factores Crenças e Comunicação, Capacidade de Adaptação, Individualidade. Não se obtiveram diferenças significativas ao nível da percepção da qualidade de vida, nem em nenhuma das dimensões avaliadas por este Inventário. A influência da variável sexo no grupo de sujeitos homossexuais não indicou resultados estatisticamente significativos.
In a time where sexual orientation is a central issue of discussion in various contexts, it seems urgent to contribute with empirical studies that can bring some light into some of the beliefs that are associated with it. The main goal of this study is the analysis of the percieved coping strategies, family strengths and quality of life in a sample (N=53) composed by heterosexual (Group 1, n=32) and homosexual subjects (Group 2, n=21). The instruments used in this analysis were the Family Crisis Oriented Personal Evaluation Scales (F-COPES – McCubbin, Olson & Larsen, 1981, Portuguese version adapted by NUSIAF – Sistémica, 2008), the Families Strengths Questionnaire (QFF – Melo & Alarcão, 2007), the Inventory of Quality of Life (QOL – Olson & Barnes, 1982, Portuguese version adapted by NUSIAF – Sistémica, 2007) and a Social Demographic Questionnaire. The results revealed significant differences between the two groups of analysis in the global scale F-COPES and in the dimensions Spiritual Support, Acquisition of Social Support and Mobilization of Formal Support, as well as in the total of the Questionnaire of Familiar Strength and in the factors Beliefs and Communication, Capacity of Adaptation and Individuality. Significant differences were not obtained neither regarding the perception of the quality of life, nor in any of the dimensions evaluated by this Inventory. The influence of the variable sex in the group of homosexual subjects did not indicate statistically significant results.
Description: Dissertação de Mestrado na área de especialização em Psicologia Clínica e Saúde, Sub-área de especialização em Psicologia Sistémica, Saúde e Família, apresentada à Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação da Universidade de Coimbra sob a orientação da Professora Doutora Isabel Alberto.
URI: http://hdl.handle.net/10316/15424
Rights: openAccess
Appears in Collections:FPCEUC - Teses de Mestrado

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Ficheiro_temporario.pdf8.8 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

189
checked on Apr 17, 2019

Download(s)

25
checked on Apr 17, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.