Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/12933
Title: Iluminação eficiente em edifícios: a grande lacuna regulatória
Authors: Almeida, António 
Gomes Martins, António 
Keywords: Iluminação em edifícios; Eficiência energética; Normalização
Issue Date: Nov-2009
Publisher: INESC Coimbra
Series/Report no.: 16/2009
Abstract: O comportamento dos responsáveis por projectar edifícios é condicionado pela legislação existente no ambiente nacional em que actuam. Disso é manifestação evidente a preocupação em aumentar os níveis de isolamento da envolvente, de forma a limitar as trocas térmicas com o exterior, e assim cumprir as exigências da regulamentação que visa garantir condições de conforto térmico dos edifícios. No entanto, relativamente à vertente da iluminação, é quase inexistente a legislação portuguesa que de alguma forma condicione o modo como os projectistas garantem o aproveitamento da luz natural e fazem uso do potencial energético que a luz solar disponibiliza. De igual forma, torna-se difícil de compreender a falta de concretização em regulamentação específica de metas quantificadas para a limitação de potência eléctrica instalada por unidade de área dos espaços dos edifícios. Assim, o conforto visual dos ocupantes dos edifícios e a diminuição das necessidades de consumo energético em iluminação artificial não estão presentes de uma forma satisfatória na legislação sobre construção de edifícios em Portugal.
URI: http://hdl.handle.net/10316/12933
ISSN: 1645-2631
Rights: openAccess
Appears in Collections:FCTUC Eng.Electrotécnica - Vários

Files in This Item:
File Description SizeFormat
RRinescc_Iluminacao_eficiente_2009.pdf131.92 kBAdobe PDFView/Open
Show full item record

Page view(s) 50

373
checked on Sep 18, 2019

Download(s) 10

1,088
checked on Sep 18, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.