Please use this identifier to cite or link to this item: http://hdl.handle.net/10316/11709
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSantos, Maria Irene Ramalho de Sousa-
dc.date.accessioned2009-10-14T09:46:40Z-
dc.date.available2009-10-14T09:46:40Z-
dc.date.issued1990-06-
dc.identifier.citationRevista Crítica de Ciências Sociais. 30 (1990) 113-135en_US
dc.identifier.issn0254-1106-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10316/11709-
dc.description.abstractNos finais do século XIX, alguns pensadores políticos defendiam no Ocidente a ideia de uma comunidade do Atlântico, como a única forma de preservar a supremacia europeia branca num mundo cada vez mais perturbado pela inevitabilidade da descolonização e pelo aparecimento, nos continentes asiático e africano, de novas nações ameaçadoramente diferentes. Muito antes disso, Whitman celebrara, na sua "grande ideia" da América, a utopia exaltada da passagem para "mais do que a Índia". Que a metáfora de Whitman é tão política quanto poética, entende-se melhor a partir do uso que os modernistas Crane e Pessoa dela viriam a fazer. Na Mensagem, que parece ser apenas uma elegia pela perda do império ultramarino português, Pessoa, inspirado pelo "alto espírito atlântico" de Walt Whitman, profetiza afinal uma renovada hegemonia mundial nas superiores realizações da tradição poética ocidental. Em The Bridge, é propósito da mítica "síntese" da América concebida por Crane realizar a "re-descoberta" da América, tal como Waldo Frank a tinha formulado, assim confiando à nova nação e à nova potência a missão de preservar os valores "universais" da cultura ocidental. O modo como ambos os poetas invocam o mito da Atlântida--Pessoa contemplando a utopia do fim do velho império, Crane olhando-a do início do poderio do novo mundo--convida-nos também a perguntar pela relação entre as visões dos dois poetas e o conceito político de atlantismo em gestação durante as primeiras décadas deste século.en_US
dc.language.isoporen_US
dc.publisherCentro de Estudos Sociaisen_US
dc.rightsopenAccessen_US
dc.titlePoetas do Atlântico: as descobertas como metáfora e ideologia em Whitman, Crane e Pessoaen_US
dc.typearticleen_US
item.languageiso639-1pt-
item.grantfulltextopen-
item.fulltextCom Texto completo-
Appears in Collections:FLUC Secção de Estudos Anglo-Americanos - Artigos em Revistas Nacionais
I&D CES - Artigos em Revistas Nacionais
Files in This Item:
File Description SizeFormat
Poetas do Atlântico.pdf6.75 MBAdobe PDFView/Open
Show simple item record

Page view(s) 10

763
checked on Oct 23, 2019

Download(s) 50

266
checked on Oct 23, 2019

Google ScholarTM

Check


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.